Médica assassinada no DF cuidava de animais. Grupo fará campanha de adoção

Médica assassinada no DF cuidava de animais. Grupo fará campanha de adoção

Isabel Leal foi encontrada morta em casa na quarta-feira (8/6), em Sobradinho II. Ela resgatava e ajudava bichos de rua. Neste sábado, a residência dela estará aberta aos interessados em dar um novo lar para 40 gatos e sete cachorros.

Por Leticia Carvalho

Um assassinato em Sobradinho II chocou a população do Distrito Federal. A médica Isabel Leal foi encontrada morta em casa, na última quarta-feira (8/6). O caseiro Rafael Silva de Jesus teria entrado no local por volta de 19h de segunda (6), amarrado e amordaçado a vítima e, então, assaltado a residência. No domicílio, ficaram cerca de 40 gatos e sete cachorros. A servidora aposentada da Secretaria de Saúde tinha como vocação resgatar e ajudar animais de rua.

Entre os bichinhos, estão uma gata e uma cadela paraplégicas. O médico veterinário e biólogo Amaury Poggi Figueiredo foi informado do caso por um grupo de amigos em comum da vítima. Ele visitou a residência e conta que todos os animais estão castrados e que eram tratados com muito amor. “Queremos ajudá-los e fazer com que a vocação da Isabel não se perca”, apontou

DF sobradinho medica assassinada animais 01

Para que os animais tenham um novo lar, o veterinário e mais dois colegas vão abrir a casa da médica, no Condomínio Serra Azul, a partir das 10h de sábado (11), aos interessados em adotar os bichinhos. Quem quiser mais detalhes sobre os cães e gatos ou informações sobre o evento, pode entrar em contato com Figueiredo pelo número (61) 99657-4886.

Fonte: Metrópoles

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.