Mergulhadores voluntários salvam animais marinhos de uma morte terrível nos EUA

Mergulhadores voluntários salvam animais marinhos de uma morte terrível nos EUA

Grupo de mergulhadores voluntários vão a perigosas profundidades para salvar animais marinhos presos em redes de pesca abandonadas.

Por Angie Crouch / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Kurt Lieber é um homem com a missão de salvar a vida marinha na costa da Califórnia.

Seu grupo Ocean Defenders Alliance reúne mergulhadores voluntários de todo o sul da Califórnia para salvar o meio ambiente, indo a perigosas profundidades para remover materiais de pesca abandonados no fundo dos oceanos.

Redes de pesca e armadilhas para lagostas se tornam letais quando são deixadas para trás. Leões marinhos, peixes, golfinhos e baleias podem ficar presos e sofrerem uma morte lenta e dolorosa.

“Ao invés de contratar mergulhadores para buscar esses materiais, eles apenas cortam um pedaço da rede e dão o trabalho por terminado. Deixar essas coisas lá embaixo está em perfeito acordo com a lei”, Lieber disse.

eua vonlunteer1

O Serviço Nacional de Pesca dos EUA (National Marine Fisheries Service) estima que haja cerca de 330 mil toneladas de redes abandonadas ao redor do mundo, deixadas para trás pelos barcos de pesca comercial.

O Ocean Defenders Alliance recentemente ganhou um novo barco de 55 pés para ajudar seu trabalho. O barco foi doado pelo antigo apresentador do programa “Price is Right”, Bob Barker, um ativista de longa data dos direitos animais. Lieber nomeou o barco de Bob Barker’s Legasea.

Lieber e seu time usaram-no para navegar fora da costa de Long Beach e recuperar redes em um navio naufragado chamado de African Queen. Eles descobriram dezenas de peixes e outros animais marinhos presos na rede.

Os mergulhadores cortam cerca de 10% da rede, mas Lieber diz que levará ao menos mais cinco mergulhos para recuperar tudo.

Lieber diz que seu amor pelos animais marinhos o encoraja a seguir em frente.

“Eu tento não ficar muito emotivo sobre isso, mas é difícil quando você um animal, sabendo que ele tem seu lugar de direito no meio ambiente, sofrer esta morte horrível”, Lieber disse.

Em 2008, o homem de 57 anos trabalhava como engenheiro construindo aparelhos médicos em Huntington Beach. Como milhares de outros americanos, ele foi demitido durante a recessão. E decidiu ver seu azar como uma nova vida.

Lieber concentrou toda sua atenção na expansão da pequena organização não-governamental que ele começou em 2002.

“Eu sempre quis que minha profissão fosse para ajudar pessoas ou o planeta. Então, quando fui demitido, eu decidi que podia focar no meio ambiente”, Lieber disse.

Ele tem a esperança que seu trabalho inspire outros a irem atrás de suas paixões. Se você quiser se tornar um voluntário ou fazer uma doação, visite o website do Ocean Defenders Alliance, www.oceandefenders.org.

Fonte: Life Connected

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.