Mestre artesão devolve à liberdade animais silvestres mantidos em cativeiro, na Ilha do Ferro, AL

Mestre artesão devolve à liberdade animais silvestres mantidos em cativeiro, na Ilha do Ferro, AL
Dona Vânia, seu Aberaldo e Mariana decidiram libertar pássaros da família. (Foto: Meraldo Rocha)

Nessa quinta-feira (15), quando uma equipe de técnicos do Instituto do Meio Ambiente (IMA) e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) dava continuidade às ações do projeto de certificação da madeira como matéria-prima utilizada por artesãos, os técnicos foram surpreendidos por uma ação inesperada por parte de um ilustre morador da Ilha do Ferro, em Pão de Açúcar.


Ao abrir as portas da sua casa atelier, o mestre artesão Aberaldo Santos Costa Lima decidiu abrir também as portas de gaiolas onde mantinha pássaros nativos da Caatinga. O gesto do mestre artesão foi incentivado pela sua filha Mariana que, além de artesã, também é ambientalista. Seu Aberaldo ficou sensibilizado com os apelos de Mariana que argumentou que o canto dos pássaros é sempre mais belo quando estão em liberdade.

Com a permissão do pai, Mariana chamou a equipe do IMA para, voluntariamente, entregar todos animais silvestres que estavam em cativeiro. Técnicos do Instituto foram ao local e fizeram o protocolo de recebimento, encaminhando os pássaros ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), na sede do Ibama em Maceió, onde passarão por uma quarentena para posterior soltura no seu bioma de origem.

A equipe do IMA, junto com técnicos da Sedetur, continuaram com as ações do projeto de certificação da madeira utilizada por 22 artesãos cadastrados. Na oportunidade foram realizados dois novos cadastros de artesãos e sequenciado o diagnóstico para a normatização e regularização da madeira utilizada como matéria-prima.

Por Meraldo Rocha

Fonte: Agência Alagoas

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.