México: o que acontecerá com o santuário Cuacolandia e os animais após a morte de influencer

México: o que acontecerá com o santuário Cuacolandia e os animais após a morte de influencer
(Jovani Pérez/Infobae)

Elena Larrea virou notícias nas redes sociais após sua morte ter sido confirmada nesta quarta-feira, 20 de março. A influencer, que foi uma das pessoas que mais defendeu os direitos dos animais, perdeu a vida por motivos ainda não muito claros.

A criadora de conteúdo online, que também tinha um OnlyFans, foi quem conseguiu classificar a zoofilia como crime no estado de Puebla. Seus seguidores e simpatizantes estavam cientes de suas ações em diversas frentes. Estavam entre eles, aqueles que  que pagavam pelo conteúdo e aqueles que defendiam a mesma causa dela, em defesa dos animais.

Elena Larrea fundou um santuário especial para animais como cavalos, burros e vacas, que se chama Cuacolandia, e está localizado no estado de Puebla, no México.

Elena Larrea, ativista em defesa do animal e fundadora da Cuacolandia, morre de complicações após cirurgia estética
Elena Larrea, ativista em defesa do animal e fundadora da Cuacolandia, morre de complicações após cirurgia estética

Seu trabalho social a levou a ser valorizada por grupos de direitos dos animais. Até o Movimento Animalista de Puebla lhe agradeceu pelo que fez em vida, através de um comunicado no qual também confirmava a morte da ativista.

“O Movimento Animalista de Puebla lamenta profundamente a morte de nossa parceira de causa e amiga Elena Larrea. Fundadora da Cuacolandia, ativista feroz e protetora dos animais, sua marca permanece em nossos corações e nos animais por ela resgatados. Puebla, Puebla em 20 de março de 2024″, lê-se nas redes sociais.

O que acontecerá, agora, com Cuacolandia?

Desde 2019, Elena Larrea conseguiu abrir seu santuário, um local para cavalos extremamente maltratados. (Ilustração: Jesús Avilés / Infobae México)
Desde 2019, Elena Larrea conseguiu abrir seu santuário, um local para cavalos extremamente maltratados. (Ilustração: Jesús Avilés / Infobae México)

Embora a notícia da morte de Elena Larrea seja bastante triste por si só, muitos estão preocupados com o santuário de animais localizado em Puebla.

Após a sua morte, difunde-se a sensação de que Cuacolandia corre o risco de ser fechado, abandonado ou encerrado. Mas, claro, com o destino de todos os animais que ali residem pendurado por um fio.

Porém, Sergio Salomón, governador do estado de Puebla, afirmou que tal coisa não acontecerá. Ele garantiu que todos os “espécimes”, ou animais, ainda permanecerão protegidos e com os cuidados merecidos.

“Informamos que através da Secretária do Meio Ambiente garantiremos a proteção dos exemplares encontrados em Cuacolandia com os devidos direitos acompanhados pelo Instituto de Bem-Estar Animal”, disse o governador.

Cuacolândia por dentro, um espaço onde chegam cavalos maltratados e vivem em condições adversas Foto: Cuartoscuro
Cuacolândia por dentro, um espaço onde chegam cavalos maltratados e vivem em condições adversas Foto: Cuartoscuro

O presidente garantiu que o bem-estar dos animais não é algo que o público deva se preocupar, nem os ativistas pelos direitos dos animais.

“Faremos toda a assistência necessária para que os todos os cavalos sejam cuidados pelas autoridades que os resgataram, assim como o restante dos cavalos, priorizando em todos os momentos o bem-estar deles. Seguiremos o exemplo de Elena. Que descanse em paz”, disse ele pelas redes sociais.

Aliás, o governador prestou homenagem à influencer e ao seu “testemunho em vida e obra”. Ele a reconheceu como “uma lutadora incessante pela defesa do bem-estar animal” .

Por Luis Angel H. Mora / Tradução de Maira Lavalhegas Hallack

Fonte: Infobae

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.