MG: PM vai leiloar em BH cães sem aptidão para atividades policiais

MG: PM vai leiloar em BH cães sem aptidão para atividades policiais

Segundo corporação, 11 animais da raça labrador serão leiloados na capital. Cachorros têm entre 3 e 5 anos; lances mínimos vão de R$ 130 a R$ 150.

MG BeloHorizonte caes policiais

A Polícia Militar (PM) vai leiloar 11 cães da raça labrador que não demonstraram aptidões para atividades policiais. De acordo com o tenente Ramon Albuquerque, da Companhia Independente de Policiamento de Cães (Rocca), o leilão será no dia 10 de setembro no Batalhão de Polícia de Choque, na Região Oeste de Belo Horizonte.

Ainda segundo a corporação, os animais são machos e têm entre três e cinco anos. A PM informou que os lances mínimos vão de R$ 130 a R$ 150. Albuquerque contou que eles passaram por treinamentos para farejar drogas e explosivos, além de adestramentos para cães de busca, mas não tiveram um bom desempenho para as atividades.

A visitação aos labradores poderá ser feita entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro, no Canil Central, localizado na Rua Padre Feijó, número 917, no bairro Saudade. Atualmente, conforme o militar, o Rocca conta com 77 cães, entre labradores, pastores alemães e pastores malinois. Albuquerque informou que este não é o primeiro leilão de cachorros realizado pela corporação.

De acordo com a polícia, o dinheiro arrecadado será depositado na conta do estado. O endereço do Batalhão de Polícia de Choque, onde vai ocorrer o leilão, é Avenida Amazonas, número 6227, no bairro Gameleira.

Para mais informações sobre o edital, ligue para o telefone (31) 2123-1634. O edital também pode ser solicitado pelo e-mail [email protected]

Fonte: G1 

Nota do Olhar Animal: Leiloar animais como se fossem objetos é imoral, além de uma tremenda irresponsabilidade, pois não há garantias sobre a capacidade de quem vai comprá-los para tutelar responsavelmente os cães. Pagou, levou. A matéria não informa se estão castrados. Caso não estejam, poderão ter um destino ainda pior, sendo comprados por criadores e explorados para procriação. Será importante a ação das ONGs para mudar o destino destes animais, de modo que sejam esterilizados e encaminhados para adoção. 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.