Milícia encontra cão-bomba e consegue desarmar explosivo do Estado Islâmico

Milícia encontra cão-bomba e consegue desarmar explosivo do Estado Islâmico
Milicianos desarmam bomba em cão (Foto: Reprodução da internet)

A milícia PMU, financiada pelo governo do Iraque para combater o Estado Islâmico (EI), encontrou um cão armado com um colete cheio de explosivos em Mossul.

Milicianos conseguiram desarmar a bomba. O explosivo havia sido acondicionado em pequenas garrafas plásticas. A detonação seria por controle remoto. A milícia seria o alvo.

O cão será enviado para um zoológico, de acordo com o “Metro”.

“Qual foi o crime desse animal? Até animais o EI está armando e enviado contra nós”, disse um membro da guerrilha.

Encurralado em Mossul, o EI, que busca fundar um califado islâmico no Oriente Médio, está apelando a várias técnicas inusitadas para recuperar terreno na cidade, a terceira maior do Iraque.

Assista:

Por Fernando Moreira

Fonte: O Globo


Nota do Olhar Animal: Não pense que o uso de animais para fins militares é exclusividade do Estado islâmico. A Rússia usa golfinhos. Em um trecho de matéria na Gazeta Russa é dito que “…Transformar um golfinho num assassino ou kamikaze não é muito mais complicado do que fazer o mesmo com um cão. O efeito prático será o mesmo. Ao fim e ao cabo, os militares terão que deixar de aproveitar os golfinhos de combate, como já fizeram com os cães, camelos, elefantes e até com os cavalos de combate, ou seja, a cavalaria”. EUA e muitos países também exploram animais para fins militares, um tema pouco abordado pelo movimento de proteção animal.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.