Monges budistas gastam R$10 mil para libertar lagostas que seriam devoradas na Inglaterra

Monges budistas gastam R$10 mil para libertar lagostas que seriam devoradas na Inglaterra

Animais naturais do Canadá estão ameaçando a vida marinha da região.

Um grupo de monges budistas ingleses gastou quase R$ 10 mil para comprar e libertar caranguejos e lagostas que seriam vendidas para virarem comida. O ritual faz parte de uma cerimônia religiosa. Eles soltaram os animais no mar de Brighton, cidade costeira da região sul do país, mas agora eles se tornaram uma ameaça para a vida marinha da região. As informações são do Daily Mail.

A descoberta de lagostas e caranguejos naturais do Canadá foi anunciada pela primeira vez pela Organização de Gestão Marinha inglesa na semana passada. Após uma investigação, descobriu-se que os animais foram comprados pelos budistas e libertados nas águas da região, o que é contra a lei do país. Agora, as espécies estão se tornando uma ameaça aos outros peixes.

Autoridades do país advertiram que, se confirmadas as identidades de quem jogou os crustáceos nas águas da região, os responsáveis poderão enfrentar um processo criminal e serem acusados de perturbar o ecossistema.

A libertação de animais é uma tradição budista que envolve salvar bichos que acabariam servidos como comida e devolvê-los à natureza.

Inglaterra monges libertar lagostas2

Inglaterra monges libertar lagostas3

Inglaterra monges libertar lagostas4

Inglaterra monges libertar lagostas5

Fonte: R7

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.