Morador cria reserva no meio da praia para salvar animais e local vira atração

Morador cria reserva no meio da praia para salvar animais e local vira atração

Área cercada em frente à condomínio de alto padrão fica em Itanhaém (SP). Corujas ameaçadas de extinção vivem no local e já tiveram vários filhotes.

Por Orion Pires

SP Itanhaem corujas

Um morador de Itanhaém, no litoral de São Paulo, criou uma mini reserva ambiental em uma praia da cidade para proteger o habitat de uma família de ‘corujas buraqueiras’ que vivem no local. Segundo biólogos, a espécie corre risco de extinção.

SP Itanhaem corujas2

Há mais de um ano e meio, o espaço cercado em frente ao condomínio de alto padrão virou alvo de fotos e atração para visitantes e moradores. Uma placa indicando a presença do animal também foi colocada para evitar danos.

A ave tem o hábito de fazer ninhos no solo, por isso o nome de coruja buraqueira.

Segundo o empresário e morador que teve a ideia de cercar o local, a iniciativa partiu justamente da intenção de protegê-las de predadores.

“Quando mudei para essa região, os cachorros que ficam na praia corriam atrás delas e cavavam os buracos procurando as tocas. Como eu gosto muito de trilhas e meio ambiente, vi que a espécie está ameaçada e resolvi fazer um cercadinho. Um outro rapaz de São Paulo que tem casa aqui mandou fazer as placas, juntamos tudo e colocamos”, lembra o empresário Luiz Maria, de 55 anos.

O cercadinho de pouco mais de nove metros quadrados foi construído na região conhecida como ‘Praião’, na praia do Centro. Atualmente, cerca de quatro corujas vivem na reserva.

“A coruja deu uma segunda ‘ninhada’. Costumam ficar no local umas quatro corujinhas. Elas vooam, saem para caçar, passeiam pela área, mas sempre retornam”, finaliza.

SP Itanhaem corujas3

SP Itanhaem corujas4

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.