Morador de Presidente Prudente (SP) é multado em R$ 5 mil por manter arara em cativeiro

Morador de Presidente Prudente (SP) é multado em R$ 5 mil por manter arara em cativeiro
Arara foi localizada em uma residência, em Presidente Prudente — Foto: Polícia Militar Ambiental

A Polícia Militar Ambiental aplicou uma multa de R$ 5 mil a um homem de 71 anos por manter uma arara sem autorização em sua residência, em Presidente Prudente, neste sábado (9). A ave está ameaçada de extinção.

Os policiais receberam denúncia de ave ameaçada de extinção em cativeiro e se deslocaram até o imóvel na Vila Marcondes.

O morador autorizou a entrada dos militares para a realização da fiscalização.

Na residência foi encontrado uma ave da espécie arara-canindé (Ara ararauna) em cativeiro e sem autorização do órgão competente.

Mediante a isso, a polícia elaborou um auto de infração ambiental no valor de R$ 5 mil, com base no artigo 25, parágrafo 3°, inciso II da resolução SMA-48/2014.

Conforme a Polícia Militar Ambiental, a ave em questão está ameaçada de extinção e encontra-se na lista de espécies da fauna silvestre no Estado de São Paulo regionalmente extintas, as ameaçadas de extinção e as quase ameaçadas, conforme anexo I do decreto estadual nº 63.853, de 27 de novembro de 2018.

A arara foi encaminhada para a Associação Protetora dos Animais Silvestres de Assis (APASS).

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.