Moradora de Presidente Prudente (SP) leva multa de R$ 3 mil por maus-tratos a cachorro tratado com remédio para bois e cavalos

Moradora de Presidente Prudente (SP) leva multa de R$ 3 mil por maus-tratos a cachorro tratado com remédio para bois e cavalos
Mulher foi multa por maus-tratos e cachorro em Presidente Prudente (SP) — Foto: Polícia Militar Ambiental

Uma mulher, de 25 anos, levou nesta sexta-feira (18) uma multa de R$ 3 mil por maus-tratos a um cachorro no bairro Residencial Nova Pacaembu, em Presidente Prudente (SP).

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental dirigiu-se ao local para o atendimento a uma denúncia e, quando chegaram à residência, os agentes públicos fizeram contato com a moradora, que lhes permitiu a entrada no imóvel e acompanhou a fiscalização.

No quintal da casa, os policiais encontraram um cachorro sem raça definida, amarrado a uma corda, e que tinha como abrigo pedaços de madeiras.

O animal de estimação tinha uma ferida no pescoço e em uma das orelhas.

Segundo a polícia, a mulher alegou que o cão estava em sua casa havia uma semana, pois seu pai o tinha trazido do Mato Grosso e o deixado com ela. Também disse que não tinha levado o animal a um médico veterinário e estava passando no ferimento um remédio utilizado em bicheiras de bois e cavalos.

Diante das constatações, os policiais lavraram contra a mulher um auto de infração ambiental no valor de R$ 3 mil pela prática de maus-tratos a animal doméstico.

O animal foi apreendido e encaminhado a uma clínica veterinária, que iniciou o tratamento do cão.

Ainda segundo a polícia, o cachorro será destinado para a adoção, quando estiver em condições de saúde.

O caso foi registrado na Delegacia da Polícia Civil e a mulher vai responder em liberdade pelo suposto crime de maus-tratos.

Fonte: g1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.