Moradora de São Carlos (SP) busca ‘mãe adotiva’ para 7 filhotes de cachorro

Uma adolescente de São Carlos (SP) está em busca de uma mãe substituta para os filhotes de sua cadela. A vira-lata não tem leite suficiente para amamentar os sete animais e a jovem está preocupada com a saúde deles.

Cindy não tem leite suficiente para amamentar a sua cria (Foto: Felipe Lazzarotto/EPTV)
Cindy não tem leite suficiente para amamentar a sua cria (Foto: Felipe Lazzarotto/EPTV)

Jayne Dias Freitas conta que Cindy entrou em sua vida há quatro meses. “Eu encontrei ela na frente da minha casa. Aparentemente, ela estava com bastante fome, meu pai deu ração e, na hora em que eu cheguei do serviço, coloquei para dentro para poder achar uma pessoa que pudesse adotá-la. Fui pegando amor, pegando amor, ela foi morando e ficou”.

A cadela ficou prenha logo depois de chegar ao novo lar e, com os filhotes, veio um susto. Jayne percebeu que havia alguma coisa errada na amamentação.

“Eles sugavam, sugavam só que continuavam com fome e gritando. Eu fiz o movimento nela para ver se tinha leite e não saía nada”, relatou.

Jayne pediu orientações para um veterinário para cuidar dos filhotes (Foto: Felipe Lazzarotto/EPTV)
Jayne pediu orientações para um veterinário para cuidar dos filhotes (Foto: Felipe Lazzarotto/EPTV)

Depois da surpresa, a jovem passou a comprar leite artificial próprio para filhotes de cachorro e usa mamadeiras para matar a fome dos bichos. “Eles mamam de duas em duas horas, inclusive na madrugada. Se eles começarem a chorar, tem que acordar, não importa se são 2h, 4h da manhã, e dar leite para eles”.

Apesar do cuidado, Jayne está preocupada porque sabe que nada substitui o leite materno. Ela seguiu a orientação de um veterinário e agora procura uma “mãe postiça” para os filhotes. Uma outra cadela que possa amamentar os animais.

“Por mais que eles estejam muito bem cuidados, sendo alimentados com leite artificial, a amamentação materna é a mais importante que tem”, disse o veterinário Abiezer Lemes.

“Se eles não forem amamentados com leite adequado, pode ser que não se desenvolvam bem. Pode ser que sejam animais com mais facilidade de adquirir algumas doenças”, explicou.

A ideia é deixar a cria com a segunda mãe por 40 dias, até todos desmamarem. Depois, eles voltariam para Cindy para serem doados. “Eu quero que eles cresçam saudáveis, primeiramente, e que achem donos que também tratem com amor e carinho, com todos os cuidados necessários que eles merecem”.

Falta de leite

Segundo o veterinário, é comum encontrar cadelas sem leite suficiente para os filhotes.
Isso pode acontecer, por exemplo, quando a mãe não recebe uma alimentação adequada.

“Muita gente acha que porque o animal come uma ração ele está bem cuidado, e não. Uma cadela prenha é a mesma coisa que uma mulher grávida. Ela tem necessidades diferentes, alimentação diferente, para que possa preparar o organismo”, afirmou Lemes.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.