Moradora denuncia sequestros e maus-tratos a animais em Dois Irmãos, RS

Moradora denuncia sequestros e maus-tratos a animais em Dois Irmãos, RS
O gato estava preso em uma gaiolada de madeira. A tutora teve que pular o muro para recuperá-lo. (FOTO: Divulgação)

Uma moradora do bairro Moinho Velho procurou a reportagem na tarde dessa segunda-feira, 22, para relatar furtos e maus-tratos a animais que estariam ocorrendo há mais de meio ano na vizinhança. Afirma que já perdeu dois gatos e, na noite passada, outro sumiu. Ela o localizou preso em uma gaiola de madeira na manhã de hoje, por volta das 7h, em uma casa do bairro. Pulou o muro e o resgatou.

Motivada pelo que aconteceu fez a denúncia na delegacia e, também, procurou o jornal para alertar os demais moradores. “Assim como foi comigo pode acontecer novamente e com outras pessoas”, disse, pedindo para não ser identificada.

A moradora relata que ao menos cinco gatos desapareceram na mesma rua do bairro desde junho do ano passado. “Nessa noite um gato meu sumiu, comecei andar na rua chamando-o. Ouvi miados vindo de uma casa, chamei, toquei a campainha mas parecia não ter ninguém em casa”. Ao clarear do dia ela notou que o miado vinha de um canto específico da área desta casa. “Vizinhos viram a dona da casa saindo cedinho, ela estava a noite toda em casa, me ouviu chamando e tocando a campainha dela”, afirmou, dizendo que nas redondezas os moradores já estavam desconfiado de que era ela a responsável pelo sumiço dos gatos. “Pois ela não gosta e já ameaçou envenená-los”.

A moradora contou que chamou alguns vizinhos e pulou o muro. “Meu gato estava numa gaiola feita de madeira e tela, o que caracterizou a intenção dela de prendê-lo. Fiz uma filmagem, tirei fotos, peguei o gato e fiz ocorrência na delegacia”. A moradora reitera que a pessoa tinha intenção de matá-lo. “Talvez não seria com as próprias mãos, mas encarcerar um animal numa gaiola caseira e levar para soltar no mato demonstra claramente que a pessoa está ciente que o animal morrerá”, disse, afirmando ter suspeita de que os animais vinham sendo abandonados no bairro Travessão.

A moradora afirmou que, na delegacia, lhe foi dito que a vizinha denunciada será intimada para depor. O animal é considerado parte da família. “Minha filha passou a noite inteira chorando, em pânico. Não pude fazer nada para resgatar os outros dois mas, pelo menos esse, consegui salvar”.

Por Cleiton Zimer

Fonte: O Diário

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.