Pássaros encontrados mortos em Trindade — Foto: Arquivo Pessoal

Moradora flagra dezenas de pássaros mortos e diz que eles foram envenenados, em Trindade, GO; vídeo

Um vídeo feito por uma moradora do distrito de Santa Maria, em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia, mostra dezenas de pássaros mortos nas calçadas e ruas do município (assista acima). A população suspeita que alguém tenha colocado milho envenenado para que os animais comessem e morressem. O caso é investigado pela Polícia Civil.

VÍDEO: Vídeo mostra dezenas de pássaros mortos após comerem milho, em Trindade

Em entrevista ao G1, a comerciante Rosilene Eterna Tavares, amiga da autora do vídeo, conta que o caso deixou todos os moradores assustados e “indignados”. Ela afirma que, por todos as regiões do povoado é possível encontrar animais mortos, caídos no chão.

“O pessoal ainda tentou limpar, tirar alguns animais, mas ainda tem muito bicho morto. É uma situação muito triste, porque alguém, intencionalmente, colocou veneno no milho e saiu jogando por todos os cantos. Um absurdo isso, mas acho que o caso vai ser fácil de ser solucionado o quanto antes, alguém deve ter pistas desta pessoa”, disse a mulher.

Os animais foram encontrados mortos na manhã de domingo (23), no distrito de Santa Maria, em Trindade. As imagens feitas pelos moradores revelam dezenas de animais caídos por todas as partes. Na gravação também é possível notar vários montes de milho, jogados em diferentes espaços no município.

O delegado Luziano Carvalho, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente (Dema), disse que a Polícia Civil já está sabendo do caso e está tomando todas as providências cabíveis.

“A gente já está mandando uma equipe até lá para averiguar toda a situação, ver o que que ocorreu. Eu quero uma perícia do local onde estes a animais foram encontrados mortos para checar as causas e, caso tenha sido algo provocado por alguém, que é o responsável por tamanha crueldade”, disse o investigador.

Por Murillo Velasco, G1 GO

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.