Moradores da capital podem solicitar vacinação de cães e gatos pelo Fala Vitória 156

Moradores da capital podem solicitar vacinação de cães e gatos pelo Fala Vitória 156

Idosos e pessoas que possuem mais de um cão em casa e têm dificuldades de acessar o posto fixo de vacinação podem ligar para o Fala Vitória 156 para agendar o atendimento do vacinador. O Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) está mantendo a estratégia de vacinar cães nas próprias residências dos seus tutores, para locais que tiveram baixa cobertura vacinal até o momento e locais em que pessoas tiveram dificuldade para chegar a um posto fixo.

A campanha de vacinação antirrábica deste ano começou no dia 8 de agosto e segue até o dia 10 de outubro. Até o momento, os técnicos do CVSA vacinaram 23.175 animais, sendo que, desses, mais de 2 mil nas próprias residências dos seus tutores. Segundo a veterinária Renata Bessa, ainda faltam vacinar, pelo menos, 4 mil cães para atingir a meta de cobertura do Ministério da Saúde.

Além dos 2 mil animais vacinados em casa, o CVSA colocou postos fixos nas regiões de saúde de Maruípe, Forte São João, Centro e bairros da região Continental. Só no último final de seman,a foram vacinados 11.237 animais. Para a semana que vem, após os feriados, será traçada nova estratégia para ampliar a cobertura de vacinação.

“A campanha de vacinação tem como objetivo promover a imunização simultânea da população de cães e gatos, de forma a evitar a introdução e propagação do vírus da raiva entre esses animais e, assim, para a população humana”, destacou a coordenadora do CVSA, Clara Scarpati.

Posto fixo

O Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) possui também um posto fixo de vacinação, em funcionamento durante todo o ano, situado na rua São Sebastião, s/nº, Resistência. O atendimento é realizado de segunda a sexta, das 8 às 17h, exceto aos finais de semana e feriados. Caso alguém não consiga vacinar seu animal nos postos do final de semana, pode levar seu cão ou gato para ser vacinado diretamente no CVSA.

Reação

O CVSA informa que mantém sempre um veterinário de plantão durante o período de vacinação para atender a eventuais casos de reação do animal à vacina. “A vacina antirrábica é segura, mas casos de reação, apesar de raros, podem ocorrer, dependendo do organismo do animal. Por isso, mantemos uma equipe preparada para atender. Tivemos dois casos de reação no último final de semana, mas os animais foram prontamente atendidos e estão bem”, afirmou Renata Bessa.

Fonte: Folha Vitória

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.