Moradores de Santa Luzia (MG) pedem ajuda para cachorro queimado no Natal

Moradores de Santa Luzia (MG) pedem ajuda para cachorro queimado no Natal

Animal, da raça Border Collie, está sendo cuidado por um grupo de vizinhos, mas precisa de um veterinário.

Por Carolina Caetano

MG bh caoqueimado99

A noite da última quarta-feira (24), em que se celebrou o Natal, terminou de uma forma triste para alguns moradores de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. O animal de estimação que faz a alegria na área teve vários ferimentos provocados por queimaduras.

Segundo a dona de casa Geralda Magela Borto, de 48 anos, o cão “Spiker”, da raça Border Collie, vive na cidade há quatro anos e foi adotado por alguns moradores, que lhe dão comida. “O Spiker passa o dia na rua e dorme na casa de um vizinho meu. Ele é querido por todos”, disse a mulher.

No dia 24, o animal saiu da rua em que costuma ficar e voltou horas depois machucado. “Levamos um susto. Não sabemos que fez essa covardia com ele. Estamos tratando com o que podemos, mas não temos condições de pagar um veterinário. Precisamos de ajuda”, disse a dona de casa.

Depois de machucado, Spiker não fica mais pelas ruas. “Esperamos que ele fique bom logo para poder passear e voltar a alegrar nossas vidas”, afirmou Geralda.

Cão Viver oferece consulta

Procurada pela reportagem de O TEMPO, a presidente voluntária da ONG Cão Viver, Mariza Capelli, informou que pode conseguir a primeira consulta para Spiker.

“Conseguimos uma consulta gratuita e os primeiros socorros. Porém, não temos vagas para internação”, disse Mariza.

Quem também quiser ajudar o cão Spiker pode ligar para 8429-6151 e falar com a Geralda.

MG bh caoqueimado991

Fonte: O Tempo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.