Morre cachorro que teve 80% do corpo queimado, no México

Morre cachorro que teve 80% do corpo queimado, no México

Drako era um cão Pitbull de mais de um ano de idade que foi queimado e sofreu ferimentos em 80% do seu corpo. Ele não conseguiu ser salvo apesar de um resgatista o ter levado para um veterinário depois de três dias nesse estado.

O caso foi denunciado nas redes sociais, onde ativistas pelos direitos dos animais, novamente indignados, compartilharam as imagens do cachorro.

De acordo com o veterinário que atendeu Drako, Melesio Hernández Tapia, este foi o pior caso que ele já viu. O cão foi recebido no dia 4 de fevereiro e pelas condições avançadas das queimaduras ele tinha pouca possibilidade de sobreviver, morrendo na madrugada do dia 6 de fevereiro.

O caso supostamente aconteceu no bairro Colonia 20 de Noviembre, em Tijuana, onde o resgatista de nome Alberto encontrou o animal amarrado com uma corda e conseguiu ajuda para levá-lo ao veterinário, mesmo pensando que ele não sobreviveria.

Este é o primeiro caso de maus-tratos animal que se conhece em 2017 na cidade de Tijuana, no México.

Por Esteban Melo / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: Uni Mexicali.com

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.