Morte de gata causa revolta em tutora e protetores em Bocaina, PI

Morte de gata causa revolta em tutora e protetores em Bocaina, PI
Gatinha Lily é encontrada morta em frente da residência da tutora

A morte de uma gata causou revolta na cidade Bocaina. O fato aconteceu nesta quinta-feira, 21, e foi denunciando pela APAB (Amigos Protetores de Animais de Bocaina), através de sua tutora.

A gatinha Lily foi encontrada morta em frente da residência de sua tutora. Há suspeita que o animal tenha sido atacado com um pedaço de madeira, pois apresentava sinais na cabeça e também um dos olhos tinha saltado para fora.

Lily pertencia a Edilene que é proprietária do Bistrô D’ Edi – Bar e Restaurante – e foi encontrada por sua filha no início da manhã.

“Eu coloquei ração de manhã cedo para elas e fui trabalhar. Minha filha ao acordar se deparou com ela já morta em frente de casa. Estava com sinais de paulada na cabeça e o olho para fora. Infelizmente ninguém se manifestou em dizer se viu alguma coisa”, relatou Edilene.

A rua em que Edilene reside é considerada tranquila, pois o número de moradores é bastante reduzido e há pouquíssima movimentação de veículos.

“Perto de onde a gata estava morta tinha um pau sujo de sangue. Na rua tem as marcas de sangue como se ela tivesse vindo de algum lugar. Tem o caminho de sangue e tem o lugar que ela caiu, ficou morta”, contou.

A APAB divulgou uma nota de repúdio e destaca a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. O Art 12 caracteriza como crime, atos de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais exóticos ou silvestres”.

No caso da Lei Sansão aprovada na época do governo Jair Bolsonaro, em 2020, crimes contra cães e gatos, deixam de ser considerados de menor potencial ofensivo. Além disso, quem maltratar os animais, vai ter registro de antecedente criminal e, se houver flagrante, o agressor será levado para a prisão. A Lei Sansão nº 14.064 aumenta a pena de reclusão de dois para cinco anos, além de multa e proibição de guarda do animal.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por APAB-AMIGOS PROTETORES DE ANIMAIS DE BOCAINA-PI (@apab_bocainapiaui)

Por Willians Sousa

Fonte: Cidades na Net

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.