Morte de ursa provoca polêmica na Itália

A morte de uma ursa provocou polêmicas nesta quinta-feira (11) na Itália. O animal, batizado de Daniza, morreu durante sua captura, um mês depois de ter ferido um homem para proteger seus filhotes.

De acordo com autoridades da província de Trento, envolvidas na captura de Daniza, a ursa não sobreviveu à anestesia aplicada para sedá-la.

Em agosto, Daniza havia ferido um homem em um bosque da cidade de Pinzolo, para proteger seus dois filhotes. Em um primeiro momento, a província de Trento pensou em sacrificar o animal, considerando-o de alta periculosidade, mas depois desistiu e optou pela captura, que acabou mal sucedida.

Várias associações de proteção aos animais na Itália estavam fazendo campanhas para salvar a ursa. Agora, estas entidades acusam as autoridades trentinas de “negligência” e pedem esclarecimentos do ocorrido.

O ministro do Meio Ambiente da Itália, Gian Luca Galletti, disse que o governo já enviou uma solicitação de informações sobre a operação de captura às autoridades de Trento. “A morte de qualquer urso é sempre uma perda. Agora devemos pensar em como proteger os dois filhotes”, comentou Galletti.

O Corpo Florestal da Itália também abriu uma investigação para saber o que provocou a morte da ursa. A entidade aguarda o resultados de exames no corpo do animal. O homem que foi ferido pela ursa, por sua vez, negou-se a fazer comentários e disse que tem recebido “ameaças” pela Internet.

“Não quero falar nada sobre a morte da ursa Daniza. Vocês precisam entender meu estado de ânimo”, afirmou. A comoção dos italianos e defensores de animais, porém, se alastrou pelo país. Nas redes sociais, surgiram as hashtags #giustiziaperdaniza (justiça para Daniza, na tradução) e #Daniza.

Fonte: Jornal do Brasil

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.