Mortes de 10 cachorros em 14 dias assustam moradores em São Carlos, SP

Mortes de 10 cachorros em 14 dias assustam moradores em São Carlos, SP
Moradora encontrou cães mortos dentro de sacos de lixo no Jardim Paulista (Fotos: Sisi Vanelli Viale)

Mais dois cães foram envenenados em São Carlos (SP), na terça-feira (7), na Vila Brasília. Um deles morreu. No Jardim Paulista, uma moradora encontrou três cães mortos e dentro de sacos de lixo. A matança de animais tem assustado a população. Nos últimos 15 dias, dois cachorros foram mortos amarrados na linha férrea e outros três foram envenenados no bairro Santa Angelina. Um cão morreu após ser arremessado de um prédio.

No caso da Vila Brasília, a dona dos dois cães percebeu que eles estavam agonizando e espumando pela boca e os levou rapidamente ao veterinário. O laudo comprovou que a morte foi causada por envenenamento, provavelmente por ingestão de chumbinho. O caso aconteceu na Rua Luiz Lázaro Zamenhof.

Cão dentro de saco de lixo descartado no
Jardim Paulista

A Guarda Civil Municipal (GCM) designou dois guardas para realizar os serviços de inteligência com o objetivo de identificar os autores dos crimes.

A GCM informou ainda que está intensificando os patrulhamentos nas áreas com maior incidência das mortes dos cães. A população também pode ajudar denunciando pelo telefone 153. Até o momento nenhuma pista concreta foi constatada.

Sacos de lixo

Na terça-feira, a protetora de animais Sisi Vanelli Viale contou ao G1 que encontrou três cães mortos dentro de sacos de lixo próximo à linha de trem no Jardim Paulista. Ela disse não saber o motivo das mortes, mas pretende registrar um boletim de ocorrência.

Sisi contou que em outras ocasiões já havia reparado em sacos semelhantes deixados no local. Na terça-feira, porém, ela abriu os sacos e se assustou. “Não tenho nem palavras para descrever o que eu sinto por conta dessa maldade que está acontecendo com os animais”, relatou.

GCM registrou B.O. do evenenamento dos cães em
São Carlos (Foto: Luiz Francisco Francelin/ EPTV)

Outros casos

Na sexta-feira (3), três cachorros foram encontrados mortos por envenenamento na Rua Elias Landgraf, no bairro Santa Angelina.

Segundo informações do boletim de ocorrência, uma moradora da rua foi chamada por um vizinho por volta das 6h e foi informada que seu cachorro estava caído no quarteirão de cima. Ao chegar ao local, a mulher constatou que o cão estava morto e, perto dele, achou outros dois animais espumando pela boca.

Ela chamou a GCM e contou que um dos cães era do vizinho e não soube informar de quem seria o terceiro animal. Os guardas municipais registraram a ocorrência no terceiro distrito policial de São Carlos.

Outros casos

No dia 25 de janeiro, um cachorro morreu ao ser arremessado do alto de um edifício. (veja o vídeo abaixo). No dia 29, um cão morreu atropelado após ser amarrado à linha do trem que corta o Jardim Paulista e, no dia 30, o crime se repetiu com uma cadela que havia escapado da residência dos donos.

Ainda na região, em Aguaí, estão ocorrendo ataques com água quente e produtos químicos a cães dentro de quintais. O suspeito de maus-tratos ainda não foi identificado e a Polícia Civil de Mococa apura os casos já registrados.

Crime

O delegado Aldo Del Santo, de São Carlos,  explicou que, em situações como essas, a polícia conta com imagens de câmeras de segurança e testemunhas para chegar ao autor do crime, tipificado na Lei nº 9.605.

De acordo a legislação, a pena para quem fere ou mutila animais varia de três meses a um ano de detenção, além de multa, e é aumentada em caso de morte do bicho. As denúncias podem ser feitas pela Delegacia Eletrônica de Proteção Animal.

Por Kalinka Bacacicci

Fonte: G1 (sob a supervisão de Fabio Rodrigues)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.