Motorista de ônibus escolar mata cachorro atropelado e gera revolta em Campo Grande, MS

Motorista de ônibus escolar mata cachorro atropelado e gera revolta em Campo Grande, MS

Fato aconteceu na tarde de ontem, perto de escola da Capital.

Por Laura Holsback

MS campogrande onibus escolar

Atitude de motorista de ônibus escolar, que conforme denúncia teria sido proposital, gerou revolta a moradores da Rua Plutão, na Vila Planalto, em Campo Grande. Ele é apontado como autor da morte de cachorro, depois de atropelamento, que ocorreu na tarde de ontem (6), próximo da Escola Municipal Professor Nelson de Souza Pinheiro. Além disso, o motorista teria o hábito de dirigir imprudentemente, expondo a riscos a segurança de crianças que transporta, conforme relatos.

Testemunha, de 30 anos, conta que o condutor, que atua para empresa particular, chegava à escola com crianças dentro do ônibus quando atropelou o animal que atravessava a via pública. Ele teria sido alertado por pessoas sobre o cachorro na rua e mesmo assim não reduziu a velocidade. “Passou em cima com gosto. Anotei a placa e tenho o nome dele. Queremos providências. Dessa vez foi cachorro, na próxima pode ser uma criança”, lamentou a moradora que teme represálias, por isso teve o nome preservado.

A mulher conta, ainda, que alunos transportados diariamente pelo motorista reclamaram de imprudências no trânsito. “Pediram para caso eu falasse com o patrão, era para dizer que o motorista é estúpido, corre demais e quando freia as crianças caem”, cita.

A testemunha disse que levou a denúncia ao conhecimento da direção da escola, que não teria se posicionado se irá apurar o fato. A reportam do Portal Correio do Estado procurou responsáveis, na manhã de hoje, que ficaram de retornar a ligação com resposta, o que não houve até a publicação da matéria.

O atropelamento e morte do animal deve ser denunciado hoje à Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e de Proteção a Turistas (Decat).

Fonte: Correio do Estado

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.