Mulher com câncer adota bode que seria sacrificado após ter invadido casa dela

Mulher com câncer adota bode que seria sacrificado após ter invadido casa dela

Uma moradora de Caraguatatuba (SP) protagonizou uma história de adoção animal inusitada: Silvana Cordeiro encontrou um bode ‘fugitivo’ escondido no banheiro de casa e gastou as economias que mantinha durante um tratamento contra um câncer para comprar o animal do tutor. Com o gesto, ela salvou o bode do abate. Nesta terça-feira (9) faz uma semana que ele ganhou um novo destino – virou bicho de estimação.

O dinheiro que Silvana usou na negociação para a compra do bode foi o que vinha guardando para comprar uma peruca – já que perdeu os cabelos por causa da doença. Como não tinha o valor total pedido pelo ex-tutor do animal, negociou e foi autorizada a parcelar em duas vezes.

O bode, de sete meses, fugiu de uma propriedade no bairro Perequê-Mirim na noite da última terça-feira (2). Na fuga, ele entrou na rua sem saída onde fica a casa da Silvana, que aguardava na calçada o filho chegar da faculdade. Quando o jovem chegou, o bode aproveitou para invadir a casa. Ele se escondeu no banheiro.

“Minha rua é distante de onde ele ficava, não tem mato, nem nada, mas ele escolheu entrar ali. Só faltou ele falar ‘boa noite, estou entrando’. Imagina o nosso susto?”, lembra a moradora.

Ela também falou que ficou sem reação. “Nunca tinha tido contato com um bode, não fazia ideia do que fazer. Como já era meia-noite, coloquei umas maçãs e folhas e deixei ele passar a noite ali”, contou.

No dia seguinte, ela publicou uma foto do animal em uma rede social na tentativa de encontrar o dono. Uma vizinha disse que o conhecia e ele foi chamado para buscar o bode.

Bode foi encontrado no banheiro por moradora de Caraguatatuba — Foto: Reprodução/ Facebook

“O dono era um senhor simples e quando chegou contou que o bode estava fugindo para não ser morto, porque o outro bode que ele tinha, o ‘companheirinho’ dele tinha sido morto naquele dia. O homem disse que o meu menino só não morreu porque ainda está magrinho, mas que já iria engordar pra virar comida. Eu fiquei morrendo de dó”, contou comovida.

O bicho foi levado de volta para casa do dono pelos chifres porque ele tinha esquecido de levar uma corda. No entanto, ao chegar na esquina, ele conseguiu fugir e correu para a casa de Silvana novamente.

“Pronto, não tinha jeito, eu não queria mais devolver, falei que eu comprava. Ele queria R$ 250. Chorei desconto, mas não teve jeito. Então lembrei do dinheiro que estava juntando para comprar uma peruca, já que fiquei careca ano passado por causa do câncer. Mas só tinha R$ 150, juntei moedas, todos os trocados que achei em casa e deu R$ 180. Dei o dinheiro para o homem e combinei de parcelar a diferença. Ele aceitou”, contou.

Mulher acha bode no banheiro de casa e gasta economias para salvar animal jurado de morte — Foto: Arquivo pessoal

Após ser salvo e adotado como pet, o bode ganhou o nome de ‘Meia-Noite’ em homenagem ao horário em que foi encontrado após invadir a casa da nova tutora. A maior dificuldade, segundo ela, foi encontrar uma maneira de contar ao marido sobre o novo membro da família.

”Eu comprei para salvar e porque eu já estava apaixonada por ele, mas o que eu ia fazer com um bode? Eu achei que meu marido iria me matar, mas ele é uma benção e no fundo já imaginou que eu iria ficar com o Meia-Noite”, disse aliviada.

Solidariedade

Esta foi a segunda vez em que os planos de comprar uma peruca de Silvana foram adiados para ajudar um animal. Na primeira vez, o adiamento também tem nome: ‘Oswaldinho’, cão que estava tomado por sarna quando foi encontrado na rua.

Depois de ser curado, ele foi adotado por ela. A família de pets dela é formada ainda por outro cachorro e três gatos – todos haviam adotados após terem sido abandonados.

Após atualizar a saga do Meia-noite na postagem da rede social, internautas, sensibilizados pela história de como o animal foi salvo do abate e iniciaram uma corrente de doações.

Em menos de uma semana, ela ganhou cerca de 20 perucas e cabelos de pessoas que resolveram cortar para ajudar. “Eu estava juntando para comprar uma curtinha, bem simples, agora tenho até demais. Vou levar para o hospital e dividir com outras pessoas”, conta ela, que perdeu todo o cabelo em 2018.

Mulher acha bode no banheiro de casa e gasta economias para salvar bode jurado de morte — Foto: Arquivo pessoal

Vida nova

Nessa primeira semana com o animal em casa, ela disse que está gostando da experiência de ter um bode.

“Eu mantenho ele solto, mas estou tendo que adaptar a casa porque ele é levado, se deixar ele sobe na mesa. Tenho recebido muitas dicas de alimentação e já vi que ele ama cenourinha”, explica e complementa. “Estava dando banho nele com shampoo e quando terminou, ele apoiou a cabeça em mim, como se estivesse me abraçando”, conta.

Na luta há quatro anos contra o câncer, ela explica que recebeu a notícia de que teve remissão (desaparecimento) da doença um dia antes de conhecer o Meia-noite.

“Eu ganhei uma nova chance de vida e no dia seguinte pude oferecer isso para o Meia-noite também. É meu parceiro de vida agora”, disse, emocionada.

Por Camilla Motta

Fonte: G1 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.