Cadela Vitória está recebendo tratamento em clínica veterinária particular (Reprodução/Facebook)

Mulher é suspeita de jogar soda cáustica em cadela em Belo Jardim, PE; vídeo

Uma mulher está sendo investigada por suspeita de jogar soda cáustica em uma cadela de rua em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. A vira-lata Vitória, como foi batizada, foi resgatada na noite dessa segunda-feira (29) com vários ferimentos, no bairro Cohab I.

“Foi um resgate bem complicado e difícil, porque ela estava muito machucada e medrosa”, relatou ao NE10 Interior uma das voluntárias do grupo Anjos de Rua, Ayanne Chaves, que está ajudando no tratamento do animal. A cadela foi levada para uma clínica veterinária particular da cidade, onde recebe os cuidados necessários. Segundo ela, o laudo veterinário apontou que foi utilizada soda cáustica na agressão.

A cadela apresenta anemia severa e está com as plaquetas baixas. O tratamento está sendo feito com analgésicos e antibióticos e foram feitos curativos no corpo do animal. De acordo com Ayanne Chaves, a cachorrinha teria sido atacada porque estaria se amparando na chuva na porta da casa da mulher.

Ainda de acordo com o que foi informado ao grupo voluntário, esta não foi a primeira vez que o animal recebeu agressões por parte da mesma mulher. Anteriormente, a suspeita teria agredido a cadela com pauladas e jogado água quente sobre o animal.

Investigação

A mulher foi identificada e levada para a Delegacia de Belo Jardim, onde prestou depoimento e foi liberada. De acordo com o delegado João Carlos, foi instaurado um termo circunstanciado de ocorrência, procedimento padrão em casos de crimes de menor potencial ofensivo.

Em depoimento, a suspeita confirmou que teria jogado água fervente no cão, mas não soube informar os motivos. Ainda segundo o delegado, a mulher assinou o termo de compromisso e ficará no aguardo da intimação judicial para realização da audiência. Caso ela seja condenada, a pena será restritiva de direitos, já que não há previsão de prisão para este tipo de crime.

Por Ana Maria Miranda

Fonte: NE10

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.