Mulher mata cachorros e assume autoria do crime em Teresina, PI

Mulher mata cachorros e assume autoria do crime em Teresina, PI

A Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, em Teresina, está apurando uma denúncia que envolve um áudio gravado, no qual uma mulher, ainda não identificada, teria confessado ter matado cachorros tutelados por sua vizinha. A denúncia foi feita pela jovem Thanandra Stefany, que é protetora de animais e que tinha a guarda dos animais assassinados pela suspeita.

Conforme expôs Thanandra Stefany, não é a primeira vez que a suspeita atenta contra os seus animais. A jovem relatou que esta mulher já tinha assassinado um cachorro seu a pauladas, há cerca de dois anos. Nos atentados recentes, verificados na quinta e sexta-feira (22), outros dois cães foram achados mortos, agora com sinais de envenenamento.

Segundo a jovem, a suposta assassina mora perto de sua casa e teria confessado o crime por meio de áudio, afirmando ter matado os cães. Thanandra diz que a suspeita teria feito isso porque os animais estariam invadindo seu terreno. A jovem pediu providência da Polícia, que recebeu o caso, devendo assim apurar a veracidade do áudio e proceder outras investigações para confirmar a autoria da ação criminosa contra os animais.

“Esse áudio foi ela confessando que matou uma cachorra minha há uns dois anos a pauladas, na época não fizemos boletim de ocorrência e ela disse agora que comprou um veneno bom e vai matar todos [os cães] que entrarem no terreno dela. A gente sabe que os animais não entendem isso e acabam entrando”, relatou a tutora dos animais vitimados.

Por meio de áudio, que foi gravado, Thanandra e o pai conversam com a mulher sobre o caso. O pai da jovem diz: “A Senhora matou um cachorro, está gravado a Senhora dizendo. Se for para a Justiça, a Senhora responde a um processo”.

A mulher, ainda não identificada, então responde: “Matei. Vou negar que matei? Não vou negar nem para a polícia o que eu fiz”.

Assista ao vídeo / Áudio da conversa

“Eu resgato os animais e crio em casa e a vizinha diz que os animais estão matando as galinhas dela, disse que comprou veneno. Ela já matou animais, nós já brigamos, e ela disse que vai continuar. Agora queremos providências da polícia”, diz Thanandra.

A denunciante informa que foi até a sede da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente e foi orientada a registrar um Boletim de Ocorrência (BO) pela delegacia virtual. A orientação visa reduzir a circulação de pessoas no local devido à pandemia do novo coronavírus.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado informou que o caso será apurado e que denúncias semelhantes podem ser feitas por meios virtuais.

Nota da Secretaria de Segurança Pública
 
A Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente informa que recebeu o registro de Boletim de Ocorrência por parte da denunciante. A partir disso, todas as medidas necessárias para a investigação do caso serão tomadas pela delegacia.

A Polícia Civil acrescenta que conforme orientações sanitárias neste momento de pandemia, o cidadão pode realizar seus registros de BO por meio da Delegacia Eletrônica (DE) e que no caso de dúvidas pode acessar o WhatsApp tira dúvidas da DE, número (86) 99414-9671.

Atentar contra a vida de animais é crime previsto em legislação federal, Lei de Crimes Ambientais. Denuncie a crueldade!

Como denunciar em Teresina

DPMA – Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente

Avenida Raul Lopes, ao lado do Parque Potycabana, Zona Leste de Teresina

Telefone (86) 99449-2387

BPA – Batalhão de Policiamento Ambiental

Av. Duque de Caxias, 3520, Primavera II, Zona Norte de Teresina

Telefones (86) 3225-2748 / 3223-7221 / 3225-2684

DE – Delegacia Eletrônica (online)

Clique no link: dv.pc.pi.gov.br

As denúncias também podem ser feitas em qualquer delegacia de polícia. Dirija-se ao distrito policial mais próximo e faça a sua denúncia. Os animais agradecem!

Como ajudar a APIPA

Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos!

Faça a sua doação de ração para cães e gatos:

CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações)

CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8
  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0
  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4

APIPA suspende temporariamente as visitas e adoções de animais, em cautela à pandemia de coronavírus. No entanto, vem lembrar aos amigos que a rotina interna em seu centro de acolhimento continua com seu funcionamento normal, pois não pode parar. Pedimos que continuem ajudando, fazendo as doações.

Para adotar um amiguinho em Teresina, conheça o abrigo de animais carentes da APIPA

As adoções tinham sido temporariamente suspensas por conta da pandemia. Atendendo a pedidos de amigos, a APIPA já começa a disponibilizar alguns animais para adoção. Confira mais informações em post no Facebook.

Fonte:Apipa Piauí (com informações da TV Clube)

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.