Mulher torturava os filhos fervendo cachorros vivos à frente deles: Fingiu a sua morte e fugiu da Justiça

Mulher torturava os filhos fervendo cachorros vivos à frente deles: Fingiu a sua morte e fugiu da Justiça

Uma mulher de 58 anos foi detida depois de ter sido apanhada escondida numa parede falsa de uma casa em Walsenburg, Colorado, Estados Unidos da América. Trata-se de Martha Crouch, que foi acusada de de torturar os seus filhos e ferver cachorros vivos e até fingiu a sua morte.

Foi em 2019 que Coruch foi acusado de um crime de abuso de menores e crueldade extrema para com os animais, depois de alegadamente ter cozido quatro cachorros vivos e forçando alguns dos 15 crianças para testemunhar a morte lenta dos animais, depois de dizer a uma delas que cozinharia algo especial para o aniversário dele.

Num outro caso de características semelhantes, foi alvo de ter abatido um dos cães das crianças como punição. No entanto, estes não foram os únicos crimes, uma vez que foi acusada de ter espancado uma das suas filhas com uma espátula e bateu noutra com tanta força que a levou a abortar.

Além disso, alegadamente acorrentou um dos seus filhos à cama e usou uma corrente nas suas filhas para as envergonhar devido ao seu peso.

De acordo com Lei e Crime, em dezembro de 2021, Martha Crouch aceitou um acordo para uma única acusação de abuso infantil de quarto grau, enquanto a maioria das outras acusações foram retiradas e ele foi libertado da prisão.

Apesar do acima exposto, dois dias depois de receber o benefício, ela alegadamente violou os termos da sua liberdade condicional e um mandado de captura foi emitido contra ele.

Desde 2021, verificou-se que estava incontactável e mesmo alguns dos seus familiares estavam convencidos de que ela tinha morrido.

A verdade começou a ser conhecida gradualmente, a partir de 17 de agosto último. Timothy Crouch, marido de Martha Crouch, morreu em frente à sua residência em East Grand Street, em Walsenburg.

Após a sua morte, um dos filhos do sujeito pediram à polícia para entrar na residência, pois os seus irmãos estavam a ser maltratados lá. Foi nessa altura que os investigadores souberam que Martha Crouch tinha sido condenada por abuso de menores, mas continuava a ser procurada por violação da liberdade condicional.

No meio das dificuldades, outro membro da família afirmou que a sua mãe tinha morrido há anos e que um das suas irmãs tinha desaparecido há cerca de três anos.

Ao receber a informação de que tinha sido encontrada uma parede falsa na cozinha, a polícia efectuou trabalhos no local e descobriu que Martha Crouch estava escondida ao lado de uma das suas filhas de 14 anos.

Depois de ter sido detida, foi acusada de abuso de menores e de obstrução à aplicação da lei. Foi detida na cadeia do condado de Orphan, com uma caução em dinheiro de 5 mil dólares e aguarda uma data para que o seu caso seja analisado em tribunal.

Fonte: Jacuriradio / mantida a grafia lusitana original