Mutirão da prefeitura vai castrar 5.000 cães e gatos em Betim, MG

Mutirão da prefeitura vai castrar 5.000 cães e gatos em Betim, MG
Procedimento é simples, indolor e rápido; animal é sedado e o tempo da cirurgia varia entre 15 e 30 minutos. Foto: ronaldo silveira

Enquanto a crueldade contra animais choca ao virem à tona casos como os dos filhotes que foram achados abandonados cobertos de piche, no início deste ano, em Belo Horizonte, iniciativas como as que são realizadas pela Superintendência de Proteção e Bem-Estar Animal (Sepa), órgão criado pela Prefeitura de Betim, em 2018, e que busca reforçar as políticas de proteção a cães, gatos e outros bichos em situação de risco na cidade, trazem mais qualidade de vida, evitam a proliferação de doenças e a superlotação de pets nas ruas de Betim – estima-se que existam, hoje, 15 mil animais abandonados no município. 

Na segunda-feira (18), o órgão retomará com mais uma importante ação em prol da causa animal: o mutirão de castração de cães e gatos, que pretende, de janeiro até junho deste ano, esterilizar 5.000 pets em Betim, por meio da Sepa. Já em fevereiro, a superintendência contará ainda com o auxílio de um castramóvel, que levará esse atendimento para as regionais da cidade, podendo realizar até 200 procedimentos por dia. Em 2019, já foi feita a esterilização de 3.000 animais. 

“A castração é a única saída para reduzir o número de animais abandonados nas ruas e a proliferação de doenças. Além disso, é por meio deste procedimento que conseguimos evitar o sofrimento dos animais. Na rua, eles passam sede, fome e muitos são maltratados. Felizmente, a Sepa está ajudando a transformar essa realidade em Betim. A retomada do mutirão ocorre graças ao apoio do deputado federal Fred Costa (Patriota), um parlamentar que tem grande atuação na causa animal e que, através de uma emenda parlamentar de R$ 1,2 milhão, vai ajudar a Sepa a ampliar o trabalho que já vem desenvolvendo em Betim para reduzir, futuramente, o número de pets abandonados”, salientou a presidente de honra da Apromiv, Laura Medioli, defensora da causa no município. 

A castração é simples, sem complicações e indolor. O animal é sedado e o tempo da cirurgia pode variar entre 15 e 30 minutos. Enquanto o pet se recupera da anestesia, a família é orientada quanto aos cuidados e os medicamentos necessários. 

“Atualmente, 3.000 pessoas aguardam para fazer o procedimento gratuito. Nossa meta é zerar essa fila de espera e, a partir de 2024, começar a colher os frutos deste trabalho, com o início da redução da população de animais de rua em Betim”, afirmou Roberta Cabral, superintendente da Sepa.

Para a protetora Nysa Alves, que já castrou cerca de 60 pets por meio da ação da superintendência, a esterilização é um ato de amor e proteção. “O trabalho da Sepa é maravilhoso, era tudo o que nós precisávamos”, disse a protetora.

Critérios

Para solicitar a castração gratuita, é preciso ter mais de 18 anos, apresentar documento de identificação com foto, além de comprovante de endereço e de renda. O procedimento só é oferecido aos moradores de Betim e às famílias que ganham até três salários mínimos. 

“Nesta ação, serão castradas cadelas, entre 6 meses e 8 anos, com mais de 2 quilos. No caso de gatos e gatas, o procedimento será realizado, a partir dos 6 meses, independente do peso que tiverem, conforme orienta o Conselho Federal de Medicina Veterinária”, explicou Roberta Cabral.

Outros serviços

Além da castração, a Sepa oferece ainda atendimento clínico veterinário de urgência de baixa complexidade para cães e gatos, resgata e oferta abrigo aos pets abandonados e que sofrem maus-tratos em Betim.

“Tiramos os animais das ruas, os castramos, chipamos e medicamos. E, após cessadas todas as tentativas de adoção, eles são levados novamente ao seu local de origem, uma medida orientada, inclusive, pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária. Hoje, cuidamos de 200 pets, mas é preciso ter uma rotatividade para podermos receber outros animais que precisarem dos nossos serviços”, disse Roberta Cabral, superintendente da Sepa.

Para agendar uma consulta no espaço, que fica no parque de exposições, no bairro Angola, ligue para (31) 3531-3660. Já para solicitar a castração, o número é o 3593-8132.

Punição

Somente em 2020, a Sepa registrou 176 chamados de pessoas relatando situações como agressão física, animais acorrentados, falta de abrigo ou ausência de alimentação adequada para os pets. Para coibir esses tipos de maus-tratos e os casos de abandonos de animais, em Betim, a prefeitura sancionou, em 2019, a Lei 6.540, de autoria do Executio, que multa em até R$ 2.564 quem for flagrado praticando esse tipo de delito. 

A medida é mais um reforço do município no combate a crueldade contra os animais, que já é prevista como crime por leis federal e estadual. Em Betim, existe, por exemplo, a Lei 14.064/2020, da União. Nela, quem for pego maltratando um pet, pode ser, inclusive, preso por até 5 anos. Em Betim, para fazer denúncias contra maus-tratos e casos de abandono, ligue para a Sepa, no telefone (31) 99830-2954.

Por Lisley Alvarenga 

Fonte: O Tempo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.