Na Austrália, quem maltratar animais será punido com 2 anos de prisão e uma alta multa

Na Austrália, quem maltratar animais será punido com 2 anos de prisão e uma alta multa
Sandeep Handa/Pixabay.

Infelizmente, muitos animais no mundo todo são vítimas da crueldade humana, desde aqueles que vivem nas ruas a até mesmo os animais que foram acolhidos por uma família.

Algumas pessoas enxergam os animais não como seres vivos e independentes, que merecem respeito como qualquer ser humano, mas como espécies inferiores, e que podem ser abusadas e maltratadas.

Quando vemos notícias de animais que sofreram algum trauma físico ou emocional por parte de um ser humano, nossos corações doem, ainda que não os conheçamos, pois sabemos que os animais possuem uma pureza única, e que merecem apenas o melhor de nós: muito amor, carinho e cuidado.

O mais complicado disso tudo é que em muitos lugares não existem leis rígidas contra o abuso de animais, e muitas pessoas que os ferem acabam saindo impunes ou com penas muito leves, que certamente não os impedirão de fazer a mesma coisa novamente.

No entanto, felizmente essa realidade já está começando a mudar em alguns lugares, como é o caso da Austrália, país localizado na Oceania.

Em um estado desse país, as pessoas que ferirem animais serão agora punidas com uma longa sentença de prisão e uma multa muito alta, e espera-se que as novas regras comecem a valer já no mês de novembro. A notícia foi apurada pelo Unilad.

O país revisou algumas leis para reprimir aqueles que fazem mal aos animais em sua posse, colocando a segurança desses seres em primeiro lugar.

Konstantinrotkevic/Pexels.

Alguns dos prejuízos que os abusadores de animais enfrentarão são: até dois anos de prisão e uma multa de $110.000 em dólar australiano, cerca de R$436 nos casos mais graves, e uma multa de $16.500, em média R$65 àqueles que não oferecerem comida suficiente e abrigo aceitável a seus animais de estimação, além de possíveis seis meses na prisão.

O ministro da Agricultura do país, Adam Marshall, será o responsável por legislar as novas ver e tentar dissuadir os abusadores de animais, ou ao mesmo implicar à eles uma punição severa, que os façam questionar as suas próprias atitudes.

Ouvido pelo tradicional jornal australiano Maitland Mercury, Marshall disse que, em alguns casos, essas punições são mais do que o dobro da maioria dos outros estados, então, quando essas leis forem aprovadas, New South Wales terá o conjunto mais severo de penalidades por crueldade contra animais no país.

Ele também comentou que as pessoas que cometem esses crimes são o pior tipo de ser humano, e que essa atitude é o próximo passo em sua cruzada contra aqueles que negligenciam e maltratam os animais, especialmente operadores ilegais de fábricas de filhotes.

Uma consequência bastante interessante dessa futura implementação em New South Wales é que, os considerados culpados não poderão mais ter nenhum animal, já que os tribunais emitirão ordens claras para isso.

Certamente, essa medida ajudará a diminuir os casos de abuso animal no país.

Essa é uma ótima ideia para mais países, como o nosso, começarem a cuidar melhor dos seus animais, e combater qualquer tipo de maltrato e tráfico.

Por Luiza Fletcher

Fonte: O Segredo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.