Na Índia, o comércio ilegal de carne de burro está a crescer

Na Índia, o comércio ilegal de carne de burro está a crescer
Foto: JP Lies / Flickr

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne do animal esteja a aumentar.

O pénis de tigre já era comumente considerado afrodisíaco em vários países asiáticos, mas agora alguns indianos acreditam que também a carne de burro pode aumentar o desejo sexual, atuando ainda na cura de problemas respiratórios como a asma.

Os especialistas em vida selvagem acreditam que estas superstições recentes em torno da carne de burro têm levado a um rápido declínio das populações.

Os ativistas pelos direitos dos animais garantem que os burros estão a ser vítimas de contrabando e são enviados ilegalmente para Andhra Pradesh. Os animais são provenientes de estados como Maharashtra, Karnataka e Tamil Nadu, e posteriormente vendidos às escondidas nos distritos de Krishna, West Godavari, Guntur e Prakasam.

Gopal R. Surabathula, ativista pelos direitos dos animais, contou aos meios de comunicação, que os mercados acontecem todas as quintas e domingos, com pelo menos 100 animais a serem abatidos a cada um dos dias da semana.

Na Índia, a carne de burro não está incluída na categoria “comida animal”, tendo em conta as indicações da Autoridade de Segurança Alimentar e Padrões de Segurança Alimentar, o que torna o seu abate e consumo ilegais.

A carne de burro também é regularmente disfarçada de carne de vaca e vendida a visitantes exteriores do mercado. Por outro lado, a pele de burro é enviada para os mercados chineses, onde há uma grande procura.

Esta não é a primeira vez que surge o problema da venda de carne de burro depois de serem espalhadas falsas crenças. As autoridades de estados como Andhra Pradesh, Telangana e Karnataka levantaram preocupações semelhantes sobre o comércio ilegal de carne de burro em 2017 e 2018.

Existem várias superstições associadas ao consumo de carne de burro, uma delas, e de acordo com a antiga medicina chinesa, é que consumi-la pode aumentar a virilidade e o desejo sexual.

Segundo vários ativistas dos direitos dos animais, a tradição de comer carne de burro na Índia originou-se na região de Stuartpuram, no distrito de Prakasam, uma zona historicamente conhecida por albergar gangues.

Como refere o VICE, a crença não verificada pode ter surgido do mito de que beber sangue de burro melhora a capacidade de corrida de uma pessoa – uma teoria na qual os ladrões em fuga começaram a acreditar.

Atualmente, alguns pescadores também bebem sangue de burro antes de lançarem as suas redes ao mar na Baía de Bengala, na costa do distrito de Prakasam.

No filme de Tollywood Krack, os atores Ravi Teja e Shruti Haasan também geraram polémica quando beberem sangue de burro antes de iniciarem uma corrida.

Por Ana Isabel Moura 

Fonte: Zap / mantida a grafia lusitana original 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.