Namorada de corredor morto por urso defende animal: ‘Não tem culpa’

Namorada de corredor morto por urso defende animal: ‘Não tem culpa’
Noiva de corredor morto, Alessia Gregori falou sobre o acidente de Andrea Papi. Foto: Reprodução/Instagram

A morte do corredor de montanha, Andrea Papi, continua repercutindo na Itália. Na última semana, o atleta de 26 anos saiu para treinar por uma floresta perto de Caldes, na região de Trentino-Alto Adige, quando foi atacado por um urso e não resistiu aos ferimentos.

Seu corpo foi encontrado com ferimentos, segundo um dos responsáveis ​​pela equipe de resgate, o que foi explicado pela autópsia. Papi foi atacado pelo urso JJ4, que já havia atacado um pai e seu filho em 2020. Após o ocorrido, o presidente da região de Trento ordenou que o animal fosse abatido.

A ordem acabou sendo suspensa pela Justiça italiana que acolheu o recurso de uma associação de animais, mas abriu o debate sobre a caça e execução de animais no país. E quem fez questão de se pronunciar, foi a noiva do corredor falecido, Alessia Gregori, após diversas personalidades políticas e jornalistas opinarem sobre o assunto.

Em publicação no Facebook, Gregori respondeu o post da jornalista Selvaggia Lucarelli, defendendo os direitos animais e criticando as declarações de pessoas que não têm conhecimento sobre o assunto.

“Sra. Lucarelli, não sei se está claro que vivemos na floresta. Saia pela sua porta e é a floresta. Ninguém procura nada, ninguém é sem noção. O urso fez o que o instinto lhe mandou e o animal certamente não tem culpa. Se não tem conhecimento da causa, é melhor ficar calada e deixar que os entendidos o façam. Vocês são os animais que se banqueteiam com a dor alheia”, disse Alessia Gregori.

Fonte: iG Esporte

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.