“Não poderíamos resgatar, mas não tivemos coragem de fechar os olhos para ela”, desabafa ONG pobre

“Não poderíamos resgatar, mas não tivemos coragem de fechar os olhos para ela”, desabafa ONG pobre
ONG Ação Animal possui mais de 300 animais resgatados e sofre diariamente para alimentá-lo e trata-los (ONG Ação Animal)

A Organização Não Governamental (ONG) Ação Animal, que possui a tutela de mais de 300 animais, entre cães e gatos resgatados, está sofrendo grandes prejuízos financeiros, pois a existência da ONG depende de doações voluntárias, que muitas das vezes não suprem os gastos base.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Ação Animal (@ong_acaoanimal)

Mesmo beirando o extremo, a protetora e presidente da ONG, Aline Natal, efetuou outro resgate urgente: “Não poderíamos resgatar, mas não tivemos coragem de fechar os olhos para ela”, desabafou.

Resgate

Uma cadela raquítica estava perambulando pelas ruas do bairro Pedras de Guaratiba, no Rio de Janeiro, quando foi resgatada pela ONG, neste último sábado (21).

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Ação Animal (@ong_acaoanimal)

“É muito difícil se deparar e ter de intervir a todo momento em situações como essa, que temos de escolher entre a vida e morte anunciada de um animal doente em situação de rua”, comentou a protetora.

A cadela foi retirada das ruas e levada ao médico veterinário, onde através de exames foi constatado o diagnóstico de: Cinomose, Filariose, Anaplasmose e Ehrquiose.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Ação Animal (@ong_acaoanimal)

“A luta contra a Cinomose (doença altamente contagiosa, que acomete apenas cães, principalmente aqueles que não são imunizados anualmente pela vacina múltipla V8 ou V10), será seu maior desafio”.

Aline atualmente luta para hospedar a cadela em um local especializado para a doença Cinomose, uma vez que, se o animal entrar em contato com os outros resgatados, transmitirá a doença que é possivelmente fatal.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Ação Animal (@ong_acaoanimal)

“Se tudo correr bem, nos próximos dias, essa jovem cadelinha irá seguir para uma hospedagem especializada em Cinomose onde lutará por longos meses contra essa grave doença. Por favor, doe e ajude a Ação Animal a salvar vidas”.

Doação
Associação Ação Animal Defesa e Reintegração
CNPJ: 13.330.353/0001-00

Banco Itaú
Ag. 0204
C/C 10371-7

Caixa Econômica Federal
Agência: 3637
Operação: 0013
Conta Poupança: 12.778-0

Banco Bradesco
Agência: 2546-1
C/C: 25.562-9

PIX – CNPJ: 13.330.353/0001-00

Por Amanda Oliver

Fonte: Sistema Costa Norte de Comunicação