Ninhada de cães é achada dentro de buraco em Ponta Grossa, PR

Ninhada de cães é achada dentro de buraco em Ponta Grossa, PR

Caso ocorrido em Vila Oficinas provoca indignação de ONGs e sociedade. Inquérito deve ser instaurado para apurar responsabilidades.

Por Mário Martins

PR pontagrossa ninhada-caes12

Pelo menos nove filhotes de cães foram resgatados do interior de um buraco, na região de Vila Oficinas, e encaminhados para uma instituição de amparo e proteção a animais de ruas. O salvamento dos cachorrinhos aconteceu no fim da tarde dessa quinta-feira. As autoridades policiais de Ponta Grossa deverão abrir investigação para apuração de responsabilidades.

“Com certeza esses filhotinhos não iriam sobreviver ao frio que vem ocorrendo em Ponta Grossa”, assinala o presidente da Agência Reguladora de Águas (ARAS), Marcio Ferreira. Ele é voluntário de uma Organização Não Governamental e pessoalmente acolheu os cães, levando-os para o Centro de Atenção Animal.

Ferreira relata que os cachorros foram abandonados num condomínio atrás do Supermercado Tozetto, em Vila Oficinas. Todos estavam num buraco, quando foram localizados por uma mulher. “Agradeço de coração Inês Pires que nos chamou para ajudarmos a recolher a ninhada”, descreve.

O cidadão que abandona animais de estimação em vias públicas de Ponta Grossa está cometendo um crime e desobedecendo a lei 9.605. ONGs que tratam de animais abandonados em PG começaram uma campanha com a instalação de outdoors nos principais locais de abandono na cidade. O aviso nas placas é claro: “Ao ver alguém abandonando animais, anote a placa do carro e denuncie a Polícia Civil”.

A instalação dos outdoors começou em junho e foi minuciosamente pensada: as placas foram instaladas nos locais identificados com alto índice de abandono de animais. Segundo Isabele Futerko, voluntária do Grupo Fauna, uma das ONGs organizadoras da campanha, o objetivo é lembrar o cidadão que toma tal prática que, além de um ato maldoso, a ação é considerada crime.

“De dois anos para cá, nossa estimativa é que o abandono de cães e gatos nas ruas aumentou e muito, talvez tenha dobrado. Esse tipo de atitude tem ficado cada vez mais maldosa, já encontramos até cachorras e gatas abandonadas junto com os filhotes recém-nascidos”, explicou Isabele.

Já são 10 outdoors instalados em locais estratégicos da cidade – principalmente em regiões ermas e rodovias que levam as saídas da cidade. “Além dos outdoors, também instalamos quatro placas fixas pela cidade. Queremos conscientizar a população de que o ato é crime e deve ser denunciado à Polícia Civil”, contou Isabele.

PR pontagrossa ninhada-caes

Cães de rua chegam a 35 mil

Segundo a Gerência de Controle de Zoonoses do município, a população de cachorros de rua na cidade chega a 35 mil. Para Isabele, o crescimento vertiginoso de cães abandonados nas ruas da cidade foi potencializado pela “falta de ação do Poder Municipal” nos anos de 2002 até 2010. “Como as castrações mensais aconteciam em um número muito baixo, o crescimento da população de animais foi muito grande”, explicou a voluntária.

Fonte: A Rede

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.