No Quênia, leoa invade casa, mata rottweiler de estimação da família e leva o corpo; VÍDEO

No Quênia, leoa invade casa, mata rottweiler de estimação da família e leva o corpo; VÍDEO
Foto: Reprodução / Câmera de segurança

Uma leoa invadiu uma casa nos arredores de Nairóbi, no Quênia, na terça-feira passada, matando o cachorro de estimação da família.

O incidente, que aconteceu há uma semana, ganhou destaque recentemente nas redes sociais após a divulgação de um vídeo gravado por câmeras de segurança.

Após moradores da vila relatarem outros ataques, uma equipe do Kenya Wildlife Services, do Parque Nacional de Nairóbi, iniciou uma busca pelo animal.

As imagens registraram o momento em que a leoa escalou o muro da residência e avistou o cachorro, identificado como um rottweiler.

Em segundos, o felino pulou para dentro da propriedade, agarrou o cachorro e retornou ao muro com ele na boca.

A família, que reside próxima ao parque nacional, procurou pelo cachorro chamado Jaci nas proximidades, porém não o encontrou.

Ela expressou surpresa com a rapidez da leoa durante a invasão à residência, destacando a preocupação dos moradores com a segurança de seus animais de estimação.

A situação provocou um alerta na comunidade local, levantando questões sobre a segurança dos moradores e a necessidade de medidas adicionais de proteção.

O incidente ressalta a importância da convivência harmoniosa entre humanos e animais selvagens em áreas próximas a habitats naturais.

Não demorou nem 10 minutos. Só assim, perdemos nosso cachorro. Ficamos chocados porque estávamos lá fora procurando nosso cachorro e a leoa estava a poucos metros do portão contou Wamai

Por Ana Caroline

Fonte: O Segredo


Nota do Olhar Animal: A predação é uma experiência terrível para o animal predado e, muitas vezes, também para o predador, ele mesmo vitimado de alguma forma pela caça. Quando o animal caçado é de uma espécie com a qual os humanos mantém laços afetivos, muitos ficam horrorizados. Porém, não é diferente para um animal silvestre que é alvo do predador. É possível fazer algo para evitar ou minimizar todo esse sofrimento? Isso vem sendo discutido no campo da Ética.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.