Foto: Divulgação

Núcleo de Bem-Estar Animal já realizou mais de três mil castrações em Criciúma, SC

Com intuito de melhorar o controle populacional dos animais de rua em Criciúma, a Fundação do Meio Ambiente (Famcri), por meio do Núcleo de Bem-Estar Animal (NBEA), atingiu a meta estabelecida de 2.700 castrações de cães e 300 de gatos, totalizando 3 mil animais nos últimos quatro meses.

Inaugurado em junho deste ano, o NBEA encaminha a castração em massa de animais de rua e realiza consultas clínicas de baixa complexidade. O atendimento é feito para os bichinhos com donos em vulnerabilidade social, com Cadastro Único do Ministério do Desenvolvimento Social e com renda mensal de até três salários-mínimos. Além de ONGs devidamente registradas no núcleo.

Segundo a veterinária do NBEA, Mariana Muller da Silva, que atua há dois meses no local, são atendidos animais que tenham problemas simples. “Realizamos o primeiro atendimento, como problemas de pele, verminoses, entre outras situações. Caso necessário encaminhamos a outros locais. As castrações são agendadas e feitas em uma clínica contratada, mas a dinâmica é organizada por nós”, comentou.

Benefícios da castração

Além do controle da natalidade, as principais vantagens da castração em fêmeas é a diminuição no número de gravidez psicológica, câncer de mama e infecções como piometra e hemometra, que podem ser fatais. Para os machos, diminui o índice de câncer de próstata. Nos cães, ameniza o instinto territorialista e o comportamento agressivo.

De acordo com coordenador do NBEA, Elias Santos Pereira, microchips foram colocados nos animais castrados, podendo ser identificados posteriormente por um leitor. “A castração aumenta a longevidade do animal e diminui a chance dos animais entrarem em estado de abandono. Com o microchip podemos ter o controle de quantos animais passaram pelo procedimento”, ressaltou.

O NBEA fica localizado na rua Miguel Patrício de Souza, bairro Bosque do Repouso, anexo ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). O horário de atendimento é das 7h às 11h30 e das 13h às 16h. “O Núcleo é uma inovação para o município. Com a nova política de bem-estar animal chegamos à meta. Foi um grande passo dado e no próximo ano esperamos ampliar o serviço, que é importante para os animais e para a saúde da população”, conta a presidente da Famcri, Anequésselen Bitencourt Fortunato.

Fonte: Decom/Criciúma via Engeplus

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.