Foto: ONG Faunamiga

Número de animais abandonados aumentou consideravelmente em Capinzal, SC

Foi aprovada no ano passado a Lei de Posse Responsável no âmbito do município de Capinzal. A Lei prevê a disciplina a doação, criação, propriedade, posse, guarda, uso e transporte de cães e gatos de Capinzal.

Embora o município ainda esteja definindo como vai executar a Lei e realizar a fiscalização e cadastros, a partir da divulgação da referida Lei, alguns tutores estão abandonando os animais domésticos para não se responsabilizarem por eles.

O vereador Rafael Tonial foi procurado por diversos moradores, principalmente do interior, relatando um aumento considerável nos casos de abandonos. Tonial repudia a atitude destes tutores e incentiva a população a fiscalizar e denunciar.

A presidente da Associação de Proteção Animal Faunamiga de Capinzal, Ouro e Zortéa, Evelin Serafine, revela que seis processos por abandono estão em andamento na comarca e o tutor que achar que vai se livrar do “problema”, na verdade estará adquirindo outro bem maior já que a comunidade está atenta e tem denunciado. “As pessoas estão abandonando os animais achando que vão se livrar do problema, mas, na verde estão criando dois ou três problemas. Porque você ter que procurar um advogado, ir pro Ministério Público, ter que responder criminalmente por abando de animais, além de gastar com advogado terá que pagar multa, vai ter um dano que poderia ter sido evitado”, ressaltou a presidente.

Fonte: Michel Teixeira

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.