Fogo nas florestas prejudica a vida silvestre — Foto: Corpo de Bombeiros-MT/ Divulgação

Número de animais silvestres resgatados em MT aumenta 166% entre junho e agosto deste ano

As queimadas estão ameaçando a vida dos animais no Norte do estado e, segundo levantamento do Núcleo de Tratamento de Animais Silvestres da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), aumentou o número de animais resgatados de incêndios na região.

O número de animais silvestres resgatados subiu 166,7% entre os meses de junho e agosto na comparação com o mesmo período do ano passado.

“Alguns animais não conseguem escapar das chamas e devido ao vento as chamas se propagam com rapidez. Mas alguns deles que conseguem fugir das chamas acabam invadindo a cidade e a gente é solicitado para fazer o resgate”, disse o sargento do Corpo de Bombeiros Sérgio Emenegildo.

Segundo os especialistas, o aumento está diretamente ligado às queimadas. O fogo destrói o habitat dos animais e ameaça a vida deles. Muitos conseguem fugir, mas, quando chegam na rodovia, acabam sendo atropelados.

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) informou que, nos últimos dois meses, os bombeiros e o batalhão da polícia resgataram 120 animais silvestres machucados, mas muitos não tiveram a mesma sorte e morreram queimados ou atropelados nas estradas e rodovias.

“Nessas áreas em que o fogo se alastra com maior facilidade e chega próximo aos animais e eles não conseguem fugir, fatalmente vão ser consumidos pelo fogo também. Se não morrer devido ao incêndio propriamente dito, vão ficar com sérias sequela”, disse o sargento.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.