Número de botos mortos sobe para 141 no Amazonas

Número de botos mortos sobe para 141 no Amazonas
Foto: Miguel Monteiro | Instituto Mamirauá

Com a seca histórica que o Amazonas vem enfrentando, subiu para 141 o número de botos encontrados mortos no lago de Tefé, no interior do estado.

🎧 O jornalista Renato Silva da Centro América FM fala como está a situação no local. Ouça abaixo:

De acordo com o Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, as altas temperaturas e a estiagem têm afetado a vida dos animais.

A temperatura da água chegou a 40°C no dia de pico de mortes, em 29 de setembro. Desde então, os animais vêm surgindo mortos no lago. Até o momento, os registros incluem 120 botos-cor-de-rosa e 21 tucuxis mortos.

A seca severa que atinge a Amazônia neste ano pode bater recorde e se estender até o mês de janeiro, segundo o Governo Federal. A situação de diversos rios estratégicos para a região é crítica, com vazões, volumes, abaixo da média histórica.

Conforme o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), há indícios de que o calor e a seca histórica dos rios estejam provocando as mortes de peixes e mamíferos na região. Protocolos sanitários foram adotados para a destinação das carcaças.

Por Renato Silva e Leandro Agostini

Fonte: Primeira Página