Número de denúncias de maus-tratos contra animais domésticos mais que dobra no Paraná em 2021, diz SESP

Número de denúncias de maus-tratos contra animais domésticos mais que dobra no Paraná em 2021, diz SESP
Número de denúncias de maus-tratos contra animais domésticos mais que dobrou no Paraná. Foto: Divulgação/AEN

O número de denúncias de maus-tratos contra animais domésticos mais que dobrou no Paraná nos primeiros cinco meses de 2021 de acordo com dados do Disque Denúncia 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

O aumento na comparação com o mesmo período do ano anterior aponta uma alta de 111,6%, passando de 2.298 registradas em 2020 para 4.864 denúncias recebidas pela ferramenta neste ano.

Ainda de acordo com a secretaria, apenas em janeiro deste ano foram registradas 1.233 denúncias.

Prisões

Ainda segundo a secretaria, 50 pessoas foram em flagrante presas por maus-tratos contra animais domésticos, silvestres, nativos ou exóticos no primeiro quadrimestre de 2021, no Paraná.

Dentista é preso por maus-tratos aos animais em Ponta Grossa, diz polícia

No mesmo período do ano anterior foram 34 prisões.

Crime de maus-tratos

Segundo a Sesp, são considerados animais domésticos aqueles que vivem ou são criados em casa, como cães e gatos.

A secretaria também informou que configuram crime de maus-tratos situações como a falta de higiene que possa prejudicar a saúde do animal, o animal ficar preso em uma corrente ou corda, sem tamanho mínimo adequado e com restrição de movimentação, além de agressões, castigo, abandono ou falta de alimentação.

Uma vez resgatados, os animais domésticos resgatados são encaminhados para secretarias municipais e Organizações Não Governamentais (ONGs) de protetores.

O crime de maus-tratos pode gerar uma pena de prisão que varia de dois a cinco anos, multa e proibição de guarda.

Em caso de morte do animal, a pena é aumentada de um sexto a um terço.

Como denunciar

Para denunciar, a população de Ponta Grossa pode entrar em contato com a Polícia Civil pelo telefone 181, também pelo WhatsApp de denúncia no telefone (42) 99827-9684.

A Guarda Municipal também pode ser acionada pelo 153.

Segundo a Polícia Civil, as denúncias devem ser responsáveis e conter o máximo de informação possível, se possível com foto ou vídeo.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.