Onça ferida é resgatada em Terra Roxa, SP, e levada de viatura da polícia a clínica veterinária

Onça ferida é resgatada em Terra Roxa, SP, e levada de viatura da polícia a clínica veterinária
Onça-parda é levada em viatura da polícia a clínica veterinária em Barretos, SP — Foto: Arquivo pessoal

Uma onça-parda ferida foi resgatada na manhã desta quarta-feira (21) em Terra Roxa (SP) e levada de viatura da polícia a uma clínica veterinária em Barretos (SP).

VÍDEO: Onça parda é capturada machucada perto de estrada entre Terra Roxa e Viradouro

O resgate ocorreu após um morador encontrar o animal caído, sem conseguir se levantar, às margens da rodovia vicinal que liga Terra Roxa a Viradouro (SP). O delegado Émerson da Silva Abade esteve no local com uma equipe e teve trabalho para ajudar a onça.

“Com uso de equipamentos, fizemos o resgate do animal. A gente sempre traz na viatura esse equipamento e conseguimos colocá-la na viatura, com medidas de segurança. Levamos à base da Polícia Militar de Barretos, que nos prestou apoio excepcional, e conseguimos levá-la até a doutora Maria Ângela, que providenciou o socorro”, diz Abade.

Vídeos feitos pelos policiais mostram a onça caída à beira da estrada, enquanto a equipe tenta socorrê-la.

Depois, as imagens registram o animal no interior da viatura e a transferência dele para uma maca ao chegar à clínica veterinária da médica veterinária Maria Ângela Panelli, conhecida pelo resgate de bichos silvestres.

De acordo com a especialista, o animal é um macho e pode ter levado um tiro, já que o exame de raio-X apontou a presença de um objeto metálico no corpo dele. A onça perdeu parte da língua e sofreu uma fratura de mandíbula com a perda de duas presas. Uma prótese provisória foi implantada.

Onça parda ferida é socorrida pela médica veterinária Maria Ângela Panelli em Barretos, SP — Foto: Arquivo pessoal
Onça parda ferida é socorrida pela médica veterinária Maria Ângela Panelli em Barretos, SP — Foto: Arquivo pessoal

O delegado torce pela recuperação do bicho e pede à população que colabore com informações que possam ajudar animais silvestres em risco.

“Vamos torcer para que ela sobreviva e possa voltar à natureza. É importante a participação do cidadão, porque senão ele ficaria agonizando às margens da rodovia. Não façam esse tipo de resgate, ele foi feito por pessoas com treinamento. Mas informem sobre episódios porque a Polícia Civil está em defesa do meio ambiente”, afirma.

Fonte: g1