Onça parda órfã é transportada de avião de Salvador para São Paulo

Onça parda órfã é transportada de avião de Salvador para São Paulo

Animal vai para entidade que fará a reintegração da onça na natureza. Onça saiu de Petrolina (PE) e foi transportada via terrestre até Salvador.

Uma onça parda foi transportada de avião, na manhã desta segunda-feira (19), de Salvador para São Paulo, de onde será encaminhada para a Associação Mata Ciliar, entidade da cidade de Jundiaí (SP) epecializada em reintroduzir animais selvagens à natureza.

O voo saiu da capital baiana por volta das 8h e aterrissou no aeroporto de Guarulhos às 10h30. O felino saiu de Petrolina (PE), no último domingo (18), e foi transportado via tererestre até Salvador.

BA Salvador onca parda 80 kg transportada aviao2De acordo com informações do Centro de Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna), em Petrolina, a onça parda pesa 80 Kg e está sendo tratada há seis anos no local. Segundo a assessoria da entidade, a onça foi levada para a Cemafauna ainda filhote, depois que a mãe dele foi morta por caçadores.

No local, o animal foi tratado, mas não foi possível fazer a soltura da onça no sertão Pernambucano porque, além de Petrolina fazer parte da rota de tráfico de animais silvestres, há na região a proximidade com o homem, criações de gado e outras atividades agrícolas.

Através da assessoria da Latam, empresa que fez o transporte aéreo da onça, a veterinária Adriana Quirino, integrante da Cemafauna, destacou que o fato do animal estar muito acostumado com a presença humana também dificulta a readaptação à vida selvagem.

Ainda segundo a assessoria da Latam, a operação do traslado para São Paulo foi feita em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A onça foi transportada em uma caixa, acomodada no compartimento de carga do avião.

BA Salvador onca parda 80 kg transportada aviao3

BA Salvador onca parda 80 kg transportada aviao4

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.