ONG arrecada doações para ajudar famílias e animais de comunidades ribeirinhas do Pantanal em MT

ONG arrecada doações para ajudar famílias e animais de comunidades ribeirinhas do Pantanal em MT
Mais de 83 famílias e180 animais devem ser atendidos durante a ação — Foto: É o Bicho MT

Para ajudar famílias e animais de comunidades ribeirinhas do Pantanal mato-grossense, a associação sem fins lucrativos É o Bicho MT está com uma campanha de arrecadação de cestas básicas, em Mato Grosso. De acordo com a entidade, a iniciativa beneficiará moradores da região Porto Jofre, em Poconé, a 104 km de Cuiabá, e do Rio São Lourenço.

Segundo a associação, a campanha faz parte do Projeto Saúde Única Pantanal, que oferece auxílio aos ribeirinhos pantaneiros e atendimento médico aos animais domésticos da população local. Na ação, cerca de 83 famílias e mais de 180 animais devem ser atendidos.

A ação está prevista para começar na sexta-feira (5) e encerrar na próxima segunda-feira (8) — Foto: É o Bicho MT
A ação está prevista para começar na sexta-feira (5) e encerrar na próxima segunda-feira (8) — Foto: É o Bicho MT

Além das cestas básicas, serão fornecidos medicamentos veterinários, ração e vacinas para o cuidado dos cães e gatos. A ONG informou que ainda precisam arrecadar 43 cestas básicas até essa quinta-feira (4). A ação está prevista para começar na sexta-feira (5) e encerrar na próxima segunda-feira (8).

Ainda serão realizados atendimentos de suporte e monitoramento da condição dos animais, e, se necessário, será planejado um mutirão de castração, segundo a associação. As informações de como doar estão no site da associação.

🐾É o Bicho MT🐾

A associação É o Bicho MT foi fundada em 2015 através da colaboração de um grupo de amigos preocupados com a proteção animal. O objetivo inicial da entidade era ajudar os animais domésticos em situação de vulnerabilidade, frequentemente vítimas de abandono ou maus-tratos, especialmente cães e gatos na região de Cuiabá.

A partir de 2020, a associação expandiu o trabalho e passou a incluir, também, a proteção da fauna silvestre de Mato Grosso, com foco especial no Pantanal. Isso implicou em desenvolver ações simultâneas para atender às necessidades tanto dos animais domésticos quanto dos silvestres.

Fonte: g1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.