ONG de animais de Ibaté (SP) é despejada e precisa arrecadar R$ 60 mil para novo abrigo

ONG de animais de Ibaté (SP) é despejada e precisa arrecadar R$ 60 mil para novo abrigo
A presidente da ONG ‘Amar é o Bicho’, Viviane Serafim, com os animais atendidos em Ibaté — Foto: Reprodução/EPTV

Uma organização não-governamental que cuida de animais abandonados e maltratados, em Ibaté (SP), está precisando de ajuda para conseguir um novo abrigo. A entidade tem 3 meses para deixar o local onde funciona atualmente, que é emprestado, mas não tem recursos para a construção do novo (veja abaixo como ajudar).

VÍDEO: ONG em Ibaté busca ajuda para construir novo abrigo para pets

A presidente da ONG ‘Amar é o Bicho’, Viviane Serafim, tem a convicção de fazer do mundo um lugar melhor, nem que que seja para um bicho abandonado.

“A gente sente aquela necessidade de ajudar de qualquer maneira. A gente sabe que não vai conseguir salvar a vida de todos, mas pelo menos aquele que cruza nosso caminho a gente consegue mudar um pouquinho”, disse.

Ela conta com a ajuda de voluntárias para a manutenção do espaço há, pelo menos, 8 anos. Hoje 25 cães e 15 gatos recebem cuidados no local. A casa que abriga a ONG era emprestada, mas o dono morreu e agora a família quer o imóvel de volta.

Arrecadação de verbas e como ajudar 💲

Terreno onde deverá ser construída a nova sede de ONG em Ibaté — Foto: Reprodução/EPTV
Terreno onde deverá ser construída a nova sede de ONG em Ibaté — Foto: Reprodução/EPTV

O nome endereço será em um terreno com 800 metros quadrados, que foi concedido pela prefeitura por 20 anos. A ideia é investir R$ 60 mil na construção de baias, gatil, enfermaria e um espaço para servir de bazar permanente.

O desafio é envolver a comunidade nesse esforço para levantar esses recursos.

“A gente vai fazer rifas, eventos, a gente vai fazer um bazar na feirinha da cidade. A gente vai tentar fazer um pedágio, bingo”, disse Viviane.

Quem quiser ajudar a ONG pode entrar em contato pelo número (16) 99462-2067.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.