ONG denuncia massacre de bezerros para uso de pele em interiores de carros luxuosos

ONG denuncia massacre de bezerros para uso de pele em interiores de carros luxuosos
Fotos: PETA/Repórter Brasil

A Organização Internacional de Pessoas Pelo Trato Ético dos Animais (PETA) denunciou um novo caso de maltrato animal. Em um vídeo, tornado público recentemente, mostra vacas, touros e dóceis bezerros serem golpeados, queimados na face e submetidos a descargas elétricas antes de serem assassinados para utilizar sua pele em interiores de couro para automóveis de algumas das empresas automotivas mais importantes do mundo.

O trabalho foi realizado em colaboração com a organização não governamental Repórter Brasil, com o objetivo de mostrar a realidade que enfrentam estes animais em fazendas do país sul americano e que fornecem peles para a empresa JBS S.A., a maior produtora de couro do planeta.

Esta empresa vende suas peles a fabricantes como General Motors, Volkswagen, Toyota, Audi, Chevrolet, Mercedes Benz, Cadillac, Kia, Porsche, Lexus, BMW, Ford, Lincoln, Dodge, Honda, Jaguar, Hyundai, Chrysler, Mazda, Land Rover, Jeep, Acura, Smart, Nissan, Renault, Volvo e Peugeot, entre outros.

O vídeo que mostra a crueldade animal foi postado no Youtube em 16 de novembro e até agora foi visualizado por mais de 5.700 pessoas. Nos comentários os internautas condenam o maltrato animal e propõem às empresas utilizarem matérias primas que evitem o sofrimento destes animais.

A PETA assinala que em média se requer a pele de três animais para cobrir o interior de um automóvel o que inclui assentos, direção e alavanca de câmbio. Estes veículos chegam a serem comercializados acima de um milhão de pesos, como no caso do Audi TT 2.0.

mexico_peta_denuncia_massacre_bezerros_pelo_carros_2

mexico_peta_denuncia_massacre_bezerros_pelo_carros_3

Se fosse pouco, as indústrias de calçado, de roupas e até produtores de móveis tem sido relacionados com a JBS. Todas estas empresas utilizam matéria prima que implicam em sofrimento de touros, vacas e bezerros. Entre as mais conhecidas estão: Clarks, Sperry, Kenneth Cole, Dansko, Nine West, Stride Rite, Rockport, Adidas, Reebok, Fossil, Coach, Tommy Bahama, J Crew y Target. E entre o comércio de móveis destacam-se empresas como Costco e Macy´s.

“Cada ano milhões de reses são assassinadas em inumeráveis matadouros da JBS no Brasil. Os trabalhadores cortam os pescoços antes de desossa-los e manda-los para os curtumes da JBS, os quais produzem o couro para as indústrias de automóveis, móveis, calçados e acessórios de todo o mundo… Em 2015, as 26 fábricas da JBS em três continentes produziram 10 milhões de peles”, disseram as organizações de proteção animal.

Além disto, denunciaram que a agonia destes animais começa desde que são separados de suas mães. Depois, suas faces são marcadas com ferro quente, são encerrados em espaços muito reduzidos e para submetê-los são agredidos com tapas, puxados pelas orelhas e rabo. Ao completar três anos, os pecuaristas os enviam para os matadouros da JBS.

Os empregados golpeiam aos animais perto do rabo com varas de metal com pontas e com picadas elétricas para obriga-los a entrar no transporte que os levará a seu destino final: o matadouro.

“A vida de uma vaca no Brasil é curta e dolorosa”, destacaram as ONG´s. De acordo com a investigação, os funcionários arrastam aos bezerros para longe de suas mães e os atiram ao solo torcendo seus pescoços. Além disto, é comum para os trabalhadores perfurarem as orelhas dos animais sem empregar medicação para a dor.

Exigem que as marcas utilizem opções veganas

Por tudo isto a PETA lançou uma petição online onde os assinantes exigem que os automóveis utilizem materiais que não impliquem em “dor e angústia” para os animais. “Por favor, antes de comprar um veículo, lembre-se dos dóceis bezerros, vacas e touros que estão sofrendo nas mãos da indústria automobilística assim como dos artigos de moda”, rogou.

“Em uma época na qual os interiores de couro vegano são mais sustentáveis. Inovadores e duráveis que as peles dos animais, lhe convido a repensar seus interiores de couro por couro sintético, o qual é melhor para os animais e meio ambiente e permitirá aos consumidores estarem orgulhosos”, se lê na petição que pode ser assinada aquí.

mexico_peta_denuncia_massacre_bezerros_pelo_carros_4

mexico_peta_denuncia_massacre_bezerros_pelo_carros_5

mexico_peta_denuncia_massacre_bezerros_pelo_carros_6

Por Ivette Lyra / Tradução de Nelson Paim

Fonte: Sinembargo 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.