ONG e moradores impedem morte de animais por envenenamento em condomínio

ONG e moradores impedem morte de animais por envenenamento em condomínio

SP scj sarue 1878563156 n

Os administradores do loteamento Recanto da Serra, no bairro Urbanova, de classe média alta, em São José dos Campos, SP, programaram uma dedetização e desratização em suas áreas públicas, o que é ilegal e comprometeria a fauna e flora tanto silvestre como doméstica.

O produto químico usado mataria indiscriminadamente os animais que passassem próximas de lixeiras, bueiros e outros locais, inclusive com o perigo de carrear esse material tóxico para as águas do Rio Paraíba do Sul, que passa a menos de mil metros do local.

O caso foi levado pelos moradores ao Instituto Ecológico e de Proteção Animal (IEPA), e o ambientalista e biólogo, Marcelo Godoy, fez uma rápida intervenção para conter a ação criminosa.

Parte dos moradores queria a desratização, pois avistava um saruê o qual imaginava ser uma ‘ratazana’ e pedia para matar o animal. O IEPA esclareceu que, além da ação de pulverizar produtos químicos para exterminar insetos e animais rastejantes que existem na região ser crime, onde há suriê – conhecido como gambá – inexistem ratos.
O IEPA e os moradores conseguiram evitar a ação da empresa contratada. 

Veja vídeo sobre a ação do IEPA:

 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.