ONG faz campanha para custear tratamento de cadela baleada no pescoço no interior de SP

ONG faz campanha para custear tratamento de cadela baleada no pescoço no interior de SP
Cadela baleada no pescoço às margens de rodovia no interior de SP passa por tratamento — Foto: União Internacional Protetora dos Animais/Divulgação

Uma ONG de Itapetininga (SP) está fazendo uma campanha para pagar o tratamento da cadela que foi baleada no pescoço às margens da Rodovia Aristides da Costa Barros, na cidade.

O resgate ocorreu na segunda-feira (27), após a União Protetora dos Animais (Uipa) ter recebido uma denúncia de que a fêmea estaria machucada, próximo a uma chácara.

A voluntária que ajudou a resgatar Milly, nome dado pela equipe da Uipa, contou ao g1 que a cadela passou por diversos exames e por um processo de remoção de parasitas, que infeccionaram o ferimento.

“Milly chegou na clínica debilitada. No dia do resgate, o veterinário retirou do pescoço dela um copo grande de parasitas. Imagina o alívio que essa cachorrinha teve. Além dos exames, o ferimento está sendo tratado”, explicou Fernanda Nanini, que há mais de três anos faz parte da ONG.

Ainda segundo a voluntária, como o tratamento está em andamento e a cadela permanece internada na clínica, o valor do tratamento ainda não foi calculado. No entanto, o acúmulo de dívidas causa preocupação.

“Infelizmente, neste ano, atendemos muitas ocorrências de crueldade. É o caso do Menino Bento, que foi enterrado vivo, e da Letícia, que foi atropelada por um ônibus. Inclusive, o tratamento deles ainda não foi totalmente quitado. Quando alguém faz uma doação, ela está patrocinando a salvação de uma vida. A Uipa depende disso para dar continuidade ao trabalho.”

Com os custos, a Uipa criou um campanha para pagar o tratamento de Milly e de outros animais. Os interessados em contribuir podem ter mais detalhes pelas redes sociais da Uipa.

Resgate

Um vídeo gravado por uma voluntária da ONG mostra o momento em que a cadela é resgatada e levada para uma clínica veterinária particular, onde passou por diversos exames e foi constatado que o projétil não ficou alojado no animal (assista ao vídeo abaixo).

VÍDEO: Cadela é resgatada após ser baleada no pescoço às margens de rodovia; vídeo

De acordo com a Uipa, o quadro de saúde da cadela, que não tem raça definida, era grave. Como diversos parasitas infectaram o ferimento, o animal passou por um tratamento à base de antibióticos e anti-inflamatórios.

Ao g1, a ONG informou que um boletim de ocorrência foi registrado pela Polícia Ambiental.

Por Rafaela Zem (colaborou sob supervisão de Ana Paula Yabiku)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.