Operação de resgate denuncia a crueldade e a dimensão do tráfico de animais silvestres nas Américas

Operação de resgate denuncia a crueldade e a dimensão do tráfico de animais silvestres nas Américas

Recentemente, enquanto milhões de pessoas celebram o Dia da Independência nos Estados Unidos, nossa equipe está se reunindo com abrigos e policiais do Estado de Nova York para se preparar para a ação de resgate dos seis gatos selvagens que acontecerão na manhã seguinte.

Nativos da África, os 4 servais e 2 caracais (todos filhotes de 2 a 6 meses) estavam sendo mantidos em cativeiro por um homem que pretendia vendê-los ilegalmente como animais de estimação “exóticos”.

No dia 5 de julho, a Proteção Animal Mundial ajudou a resgatar os 6 pequenos felinos e os levamos para receber tratamento veterinário, depois os transportamos em segurança até dois santuários. Esses agora serão os seus novos lares.

Também resgatamos um gato savana de 3 anos, uma espécie híbrida que resulta do cruzamento entre gatos domésticos e servais selvagens.

Filhotes com a saúde em risco

Todos os felinos resgatados estavam sofrendo de desnutrição e um dos servais machos precisou receber soro para sobreviver.

“Estamos felizes por ter realizado esse resgate emergencial, esperamos chamar atenção para o problema dos pets exóticos e os abusos que eles sofrem nos EUA. Esses felinos estavam sofrendo de uma extrema desnutrição extrema e corriam risco de morrer, devido à ignorância da pessoa que os mantinha em cativeiro para lucrar com a sua venda”, alerta Alesia Soltanpanah, a diretora executiva do nosso escritório nos EUA.

“Esses felinos selvagens são excelentes caçadores e podem pular a até 6 metros de altura. Retirá-los do seu habitat natural e os submeter a uma vida como animal de estimação é cruel e perigoso. O seu tamanho e os seus instintos naturais criam uma situação instável para as pessoas ao redor deles, especialmente pequenos animais e crianças”.

O gato savana que resgatamos não tinha garras, elas tinham sido retiradas. Essa é uma prática desumana e que pode causar problemas físicos para o resto da vida.

Como vivem na natureza

Servais são nativos da África. A sua audição sensível permite que localizem pequenos mamíferos se movendo na grama. O caracal é um felino selvagem de tamanho médio, nativo da África, Oriente Médio, Ásia Central e Índia. Os caracais chegam a pesar até 18 quilos.

Ambas espécies são conhecidas por saltar muito alto e capturar pássaros no ar, são exímios caçadores. Eles também têm hábitos solitários e são mais ativos durante a noite.

Nenhum desses incríveis felinos, nem qualquer animal silvestre, deveria ser considerado “de estimação”.

O problema dos pets exóticos

Todos os anos, milhões de animais são traficados ou criados em cativeiro e vendidos no mercado de pets silvestres ou exóticos. Seja o comércio legal ou ilegal, esses animais sofrem terrivelmente. Uma vida em cativeiro limita o comportamento natural de um animal silvestre e ameaça o seu bem-estar físico e psicológico. Eles frequentemente são privados de um ambiente e temperatura adequados para a espécie, com comida e espaço suficiente para expressar seu comportamento natural e para regular a sua temperatura corporal.

Os animais silvestres pertencem à natureza.

Fonte: News Lion

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.