Operação resgata cervo-do-pantanal com ferimentos graves à margem de rodovia

Operação resgata cervo-do-pantanal com ferimentos graves à margem de rodovia

Ao lado de técnicos do CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) , policiais militares ambientais capturam ontem um cervo-do-pantanal ferido.


O animal estava desnutrido e bastante debilitado à margem da MS-339, na região de Miranda. Motoristas viram e acionaram a Policia Militar Ambiental.

O cervo tinha ferimentos infeccionados, na região dos chifres e outro em uma das patas, cuja unha estava arrancada.  Com dificuldade de locomoção, o cervo poderia morrer sem socorro.

“Pela sua fragilidade estava atraindo pessoas, que chegavam muito próximas para fotografar e filmá-lo, o qual em virtude de problemas de saúde não conseguia se afastar”, relara a PMA em nota..

Polícia Ambiental e CRAS montaram uma operação para a capturar o cervo e transportar para tratamento.

“Durante todo o dia de ontem (22) equipes da PMA e do CRAS, em um trabalho de paciência para não estressar demais o cervo, realizaram a contenção, sedação e captura do bicho”

Como os ferimentos eram graves, o animal foi trazido para Campo Grande e será tratado no CRAS. Assim que estiver totalmente recuperado ele será devolvido ao seu habitat natural.

O cervo-do-pantal é considerado o maior cervídeo da América Latina. A população foi extremamente reduzida na década de 1970 por caça para venda de chifres. 

Por Ângela Kempfer 

Fonte: Campo Grande News

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.