Operação Voo Livre apreende aves silvestres em Tramandaí, RS

Operação Voo Livre apreende aves silvestres em Tramandaí, RS

A Polícia Civil, por meio da Delegacia do Meio Ambiente (DEMA), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), apreendeu aves silvestres em cumprimento de três mandados de busca e apreensão, na manhã da sexta-feira, dia 29 de maio de 2020, em Tramandaí.

Segundo a delegada Marina Goltz, as ordens judiciais foram cumpridas em residências nos bairros Indianápolis e Centro, em razão de investigação sobre o cativeiro e o comércio ilegais de aves silvestres.

Foram apreendidas, ao todo, 19 aves silvestres, das espécies trinca-ferro, canário da terra, azulão e cardeal, bem como 12 aves exóticas.

Em uma das residências, foram encontradas gaiolas em condições insalubres, com duas aves já mortas. Também foram localizados e apreendidos alçapões utilizados para captura de aves. A ação faz parte da Operação Voo Livre, que busca coibir crimes contra aves silvestres.

Os proprietários das residências onde foram apreendidos os animais responderão a procedimento policial pelo crime previsto no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais, com pena de detenção de 6 meses a 1 ano e multa.

O proprietário da residência onde foi verificado maus-tratos contra os animais responderá também pelo crime previsto no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, com pena de detenção de de 3 meses a 1 ano, e multa, aumentada de um sexto a um terço em razão da morte dos animais.

A ação contou com o apoio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), a qual ficou responsável pelos animais apreendidos, sendo que, após avaliação dos técnicos, foi possível a realização da soltura de algumas aves em seu habitat, na cidade de Osório.

Fonte: Portal Camaquã (Polícia Civil)

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.