Os defensores dos animais requerem mudança para honrar cão que dizem ter morrido por maus-tratos

Os defensores dos animais requerem mudança para honrar cão que dizem ter morrido por maus-tratos

A Humane Assocation do Condado de Warren (EUA) pede punições mais duras para crueldade contra os animais depois de resgatarem um cachorro que, segundo eles, foi tão maltratado que morreu.

A diretora executiva, Joanne Hurley, disse que não há escassez de animais de estimação adotáveis em suas instalações, mas, infelizmente, também não há escassez de casos de crueldade.

“É difícil todas as vezes”, disse Hurley.

Hurley pensou ter visto de tudo até ver o cão Forest de 10 anos de idade.

“Um dos piores casos que já vi em que o animal ainda está vivo”, disse Hurley.

O Chihuahua-Terrier veio até eles com uma longa lista de problemas de saúde, de acordo com Hurley. Ela disse que os dentes do cachorro estavam apodrecendo, e ele tinha graves pedras na bexiga e uma pata quebrada que estava presa, emaranhada em suas costas.

Crédito das imagens: WXIX

“Ele tinha cerca de 1 polegada de fezes presas nas almofadas das patas”, disse Hurley. “Ele tinha unhas tão longas quanto os meus dedos. Ele estava realmente em péssimo estado.”

Mesmo depois que a associação levou Forest, Hurley disse que seus problemas de saúde persistiram até que por fim tiraram sua vida.

“Perdê-lo no caminho para a recuperação foi muito difícil para todos nós”, disse Hurley.

Apesar de Forest ter sido trazido inicialmente como um cão “perdido”, Hurley disse que eles descobriram que ele tinha uma casa, só não era uma boa casa.

“Não apenas seu corpinho estava quebrado, mas seu espírito também”, disse Hurley. “Ele passou anos em uma gaiola sem interação humana”.

O proprietário de Forest, informou Hurley, está enfrentando acusações criminais. Isso é o que levou Hurley e sua equipe a iniciar uma petição que eles estão entregando ao promotor. Eles querem que o juiz reprima a crueldade e estabeleça um precedente para o futuro.

“Nós fizemos (a petição) para pedir as penalidades máximas permitidas por lei”, disse Hurley.

Eles esperavam algumas centenas de assinaturas, mas acabaram reunindo mais de 4.000 pessoas de todo o país e de todo o mundo. É um sentimento agridoce para aqueles que tentaram salvar Forest.

“Infelizmente, aqui você vê o melhor e o pior das pessoas”, disse Eli Hurley, gerente de mídia social da Humane Association of Warren County.

É inspirador para eles continuarem a se expandir e a lutar para que, algum dia, mudem as leis.

“Espero que isso traga justiça para Forest”, disse Eli.

Hurley disse que o proprietário de Forest se declarou inocente das acusações. O seu nome não foi informado.

A The Humane Association do Condado de Warren está sempre aceitando doações e procurando por adotantes. Você pode saber mais no site da associação ou na sua página do Facebook. Você pode ver a petição aqui.

Por Jessica Schmidt / Tradução de Adriana de Paiva Correa

Fonte: Fox 19

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.