Outro vídeo mostra orca do SeaWorld encalhando-se fora do tanque

Outro vídeo mostra orca do SeaWorld encalhando-se fora do tanque

Por Ameena Schelling / Tradução de Pâmela Miler

Outro vídeo surgiu mostrando uma orca de cativeiro chamada Morgan encalhando-se ao lado de seu tanque.

Morgan vive em Loro Parque, um parque marinho nas Ilhas Canárias espanholas, com cinco outras orcas que são propriedades do SeaWorld. Na semana passada,  um vídeo foi publicado mostrando Morgan deitada no concreto perto de seu tanque depois de pular para fora da água. Ela teria ficado lá por mais de 10 minutos.

Na época, o Loro Parque negou que o vídeo tivesse mostrado algo de anormal. “O vídeo representa apenas alguns minutos de imagens de Morgan, logo após o final de uma apresentação no OrcaOcean”, disse o parque em uma declaração fornecida ao The Dodo . “É absolutamente ilógico e absurdo supor que o comprimento e a qualidade de tais vídeos fossem suficientes para gerar uma conclusão de tal natureza”.

Mas agora, um segundo vídeo surgiu mostrando Morgan encalhar-se, mais uma vez, supostamente depois de uma apresentação em 22 de fevereiro.

Neste vídeo, Morgan deita-se em seu estômago ao sol por cerca de nove minutos antes de um treinador correr até ela e instruí-la a voltar para a água.

Ela obedece, deslizando de volta á água e nadando. Mas menos de um minuto depois, Morgan retorna ao concreto e desliza para fora outra vez.

“Sua pele seca enquanto ela permanece ao sol”, escreveu Georg Volk na descrição do vídeo postado. “Qualquer um pode ver que isso não é natural.”

A Dra. Ingrid Visser, uma renomada bióloga de orcas e cofundadora da Free Morgan Foundation (Fundação Liberte Morgan), disse ao The Dodo que estranhos e repetidos encalhes de Morgan indicam como “fundamentalmente errado” é seu cativeiro.

“É em alta definição e, portanto, você pode ver claramente sua pele secando à medida que o tempo avança”, disse Visser sobre o vídeo recente. “Morgan foi ordenada a voltar para a água por um treinador (e você vai notar que todos eles a haviam ignorado durante o show) sugere que eles esperavam que ela ficasse lá em cima por muito mais tempo.”

Enquanto todas as orcas do SeaWorld têm as suas próprias histórias trágicas, Morgan é única. Ela foi flagrada na costa dos Países Baixos em 2010. Como ela parecia magra, ela foi capturada pelo Harderwijk Dolphinarium sob uma licença de resgate e liberação.

Espanha IlhasCanarias orca seaworld2

Mas em vez de ser liberada, ela foi então enviada ao Loro Parque em uma série distorcida de medidas legais que Visser e outros têm descrito como “lavagem de baleia.” Lá, ela foi ensinada a fazer truques e agora os realiza para os turistas. O SeaWorld reivindica sua posse.

O Loro Parque e outros na indústria de entretenimento têm tentado justificar suas ações, dizendo que ela deve permanecer em cativeiro, pois ela tem dificuldade de audição. Mas vários especialistas de orcas, incluindo Visser, disseram que seu bem-estar está sendo seriamente comprometido permanecendo no parque.

Espanha IlhasCanarias orca seaworld3

Visser acredita que o comportamento de Morgan é um resultado de estar sendo atacada pelos seus companheiros de tanque. A jovem orca é frequentemente intimidada – o que não é incomum em tanques do SeaWorld – e foi ferida várias vezes. Ela também está ferindo a si mesma. Como muitas orcas em cativeiro, ela quebrou vários de seus dentes mastigando seu tanque. Em abril, ela foi filmada batendo sua cabeça repetidamente em uma grade de metal várias vezes.

Espanha IlhasCanarias orca seaworld4

“Este tipo de comportamento  de ‘fuga’, que ela repetidamente demonstra, indica que Morgan aprendeu que a melhor maneira de evitar a agressão de outra orca é deixar a água completamente”, disse Visser .

Espanha IlhasCanarias orca seaworld5

Visser gravou uma outra orca em Loro Parque – filho de Tilikum, Tekoa, com 15 anos de idade, a quem Visser descreve como “uma das orcas mais mordidas que já passou em cativeiro, em todo o mundo ” – encalhando-se como Morgan. No vídeo de Tekoa, vários treinadores podem ser vistos andando e ignorando a grande orca deitada no concreto.

Mesmo se as orcas estão fugindo de agressão, auto-encalhar é altamente anormal, particularmente para uma orca selvagem como Morgan. Enquanto alguns poderão ocasionalmente encalhar enquanto caçam, orcas selvagens estão constantemente em movimento e podem nadar até mesmo durante o sono.

Há também perigos de saúde associados a encalhar – incluindo superaquecimento, o acúmulo de sangue e “outras questões fisiológicas”, segundo Visser.

Orcas também mergulham a centenas de metros, o que significa que orcas em cativeiro – cujos tanques não têm mais do que algumas dezenas de metros de profundidade – aumentam o risco de queimaduras solares. Orcas do SeaWorld  já foram vistas com queimaduras solares, e deitar fora da água em pleno sol pode aumentar este risco.

Espanha IlhasCanarias orca seaworld6

No entanto, apesar da anormalidade óbvia de um cetáceo voluntariamente deitado imóvel fora da água, o Loro Parque defendeu o comportamento de Morgan dizendo que é perfeitamente normal e um resultado natural de rotinas de treinamento do parque.

“Este é um comportamento totalmente natural, que é muitas vezes acompanhado de jogos dinâmicos”, disse o Loro Parque. “Especular que isso representa um sinal de estresse demonstra completa ignorância sobre o comportamento natural da espécie.”

Mas Visser disse que a resposta do parque só mostra “o quanto é distorcido o seu conceito do que é ‘normal e natural ‘”.

Espanha IlhasCanarias orca seaworld7

“Em nenhum lugar do mundo natural uma orca irá deslizar para fora no concreto e encalhar a si mesma”, observou ela. “Morgan tem sido mantida com o grupo mais disfuncional de orcas em cativeiro – e, em todo o mundo, o seu comportamento é um reflexo disso”.

Para ajudar Morgan, você pode fazer uma doação para o Free Morgan Foundation, que foi cofundada pela Dra. Ingrid Visser, através do seu website. Você também pode doar para o Projeto Golfinho para ajudar cetáceos selvagens em todo o mundo.

Você pode assistir ao vídeo original de Morgan encalhando-se a seguir:

Fonte: The Dodo

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.