Padre é criticado por celebrar missa com seu cachorro no colo, que estava doente e ele não quis deixá-lo sozinho

Padre é criticado por celebrar missa com seu cachorro no colo, que estava doente e ele não quis deixá-lo sozinho

Todos os tutores de animais sabem que assumir a responsabilidade de se ter um animal, envolve muitos sacrifícios e cuidados.

Mas eles fazem de tudo para garantir sua segurança e bem-estar.

Mas às vezes eles podem se ver na posição de não saber o que fazer com um cachorro doente.

Claro, deixá-los sozinhos não é uma opção, no entanto, as circunstâncias trabalhistas ou as leis municipais não nos permitem levá-los a todos os lugares, como gostaríamos.

Os tutores mais responsáveis ​​e exemplares vão até arriscar o seu emprego, ser expulsos de um medidor ou as piores críticas, quando se trata de proteger o seu mascote.

É a situação por que passou um padre, que decidiu levar o seu cão doente à missa que devia celebrar.

O usuário do Twitter @tupelirosafav, presenciou a cena e não hesitou em tirar uma foto para divulgar nas redes.

Ela pensou que todos ficariam comovidos, mas qual foi sua surpresa ao receber centenas de críticas contra o clérigo.

“O padre pediu desculpas, mas seu cachorrinho está muito doente e se ele o deixa sozinho ele fica muito mal e chora, então ele o levou para a missa com ele”, escreveu a jovem no Twitter ao lado da imagem.

Soube-se que o nome do sacerdote é Gerardo Zatarain García, que celebra a missa desde outubro de 2020 na Paróquia de Todos os Santos, localizada na cidade mexicana de Torreón Coahuila.

E como a mudança de paróquia é recente, o cachorrinho precisa de muito mais amor, pois ainda não se habituou a isso.

O cachorrinho apoiado alegremente no colo do padre incomodou alguns.

Como o usuário que deixou este comentário:

“É como se ele tivesse esquecido que foi celebrar a Santa Missa e não ao parque”, disse um internauta, que foi apoiado por centenas de outros.

A onda de críticas adquiriu tamanha dimensão que a jovem disse que foi obrigada a deletar o tweet para evitar tanta polêmica.

Mas os amargos e sem coração que tanto criticaram o bom homem, não imaginavam que depois que o evento foi publicado, se tornasse tão viral, milhares de amantes de animais sairiam em defesa do padre.

“Se ele está doente e não o deixa só, isso se chama um ato de amor”, “Deus é amor e o pároco é o representante de Deus.

Pessoas que criticam não têm coração. Deus abençoe o padre e o cachorrinho “, foram alguns dos comentários posteriores mais aplaudidos.

“O que há de errado com o cachorro estar lá? Não é por isso que a mensagem de Deus tem menos bênçãos, muito pelo contrário.

Eu acredito em um padre que faz isso e eu o sigo. Você pode dizer que ele tem um bom coração, e isso é digno de honra. Aí você vê o amor “, concluiu outro internauta.

As pessoas criticam quando são abandonadas e criticam quando um humilde padre faz o que pode por seu cachorrinho doente.

Quem entende?

Compartilhe para tornar visível este ato exemplar de amor.

O padre só demonstrou o quão grande é seu coração. Parabéns!

Por MárciaSchmian

Fonte: Vida Que Importa


Nota do Olhar Animal: Um vexame dos “cristãos” que criticaram o padre, atestando que não aprenderam absolutamente nada dos ensinamentos daquele que consideram seu “Mestre”. Parabéns ao padre pela atitude.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.