Papa agradeceu, mas (ainda) não aceitou o repto para ser vegan na Quaresma

Papa agradeceu, mas (ainda) não aceitou o repto para ser vegan na Quaresma

O Papa Francisco agradeceu o desafio que lhe foi lançado pela norte-americana Genesis Butler: ser vegan durante os 40 dias que antecedem a Páscoa cristã. Já não se espera que o aceite, pelo menos por inteiro, uma vez que a Quaresma começa nesta quarta-feira. Espera-se, sim, que se disponha a experimentar uma receita vegan e a discutir os benefícios desse estilo de vida para o planeta.

A resposta de Francisco está assinada pelo assessor para os Assuntos Gerais da Secretaria de Estado do Vaticano, Monsenhor Paolo Borgia: “Sua Santidade, o Papa Francisco, recebeu a sua carta e pediu-me que lhe agradecesse. Ele valoriza as preocupações acerca do cuidado com o mundo, a nossa Casa Comum, que a levaram a escrever-lhe. O Santo Padre lembrar-se-á de si nas suas orações e enviar-lhe-á a sua bênção.”

Genesis tem 12 anos e deixou de comer carne e peixe aos quatro,depois de perceber que os nuggets que a deliciavam eram feitos a partir de carne de galinha. Volvidos dois anos, decidiu excluir tudo o que é de origem animal da sua dieta, como ovos, leite ou mel. Desde essa altura, procura inspirar outros a adoptar esse estilo de vida.

Em Fevereiro, a rapariga esteve no Vaticano. Entregou a um intermediário a carta em que desfia o Papa a abster-se de todos os produtos de origem animal durante a Quaresma e a juntar-se à campanha Million Dollar Vegan – se aceitasse, a Blue Horizon International Foundation doaria um milhão de dólares, isto é, 875 mil euros, a uma ou mais instituições de solidariedade social à sua escolha. E assistiu a uma audiência papal, na qual perguntou directamente a Francisco se aceitava tornar-se vegano durante a Quaresma, o que o levou a sorrir.

Depois de receber a resposta por escrito, Genesis Butler gravou uma nova mensagem vídeo: “Vossa Santidade, sinto-me verdadeira e humildemente agradecida pelo seu reconhecimento do meu pedido de celebrar uma Quaresma vegana. Muito obrigada pela sua bênção e por me manter nos seus pensamentos e orações. É mais importante para mim do que consigo expressar em palavras.”

A Million Dollar Vegan mudou de estratégia, diz Rita Parente, porta-voz em Portugal da campanha lançada por Matthew Glover e Jane Land, com o objectivo de “combater as alterações climáticas através de uma mudança na dieta, despertar a atenção para o sofrimento dos animais de criação, demonstrar a relação entre a agricultura animal e a fome mundial, a desflorestação e a extinção de espécies e mostrar como a nossa saúde pode ser afectada pelos alimentos que escolhemos comer”. Já não é possível ter o Papa a fazer uma Quaresma vegana, mas nada obsta a que faça uma refeição e que discuta esse estilo de vida.

No vídeo, Genesis Butler já dá passos nessa nova direcção. “Vossa Santidade, se não for pedir muito, posso pedir humildemente uma oportunidade para me sentar e compartilhar consigo uma refeição vegana, em qualquer momento da Quaresma?”, pede. “Será uma enorme honra para mim e para todos na comunidade vegana ter uma audiência com a Vossa Santidade e receber as suas bênçãos em pessoa. Aguardando ansiosamente a sua resposta. Respeitosamente, Genesis.”

O objectivo não é a Quaresma vegana. O objectivo é ganhar o Papa para a causa e, através dele, influenciar um número inimaginável de pessoas espalhadas por todo o mundo. A campanha Million Dollar Vegan lançou uma petição a apelar a Francisco para combater as alterações climáticas com uma mudança de dieta. E, até agora, essa petição já foi assinada por quase 85 mil pessoas.

“Estamos verdadeiramente gratos pelo facto de o Papa Francisco ter tido tempo para responder à questão da Genesis, mas estamos agora a pedir educadamente que a Sua Santidade tome medidas para abordar as questões das alterações climáticas, perda de biodiversidade, extinção de espécies, sofrimento animal e fome no mundo – todas ligadas à pecuária – ao encontrar-se com Genesis e ao celebrar uma Quaresma vegana”, reagiu Matthew Glover, CEO da Million Dollar Vegan. Matthew Glover e Jane Land também fundaram a campanha Veganuary, que desafia as pessoas a serem vegan durante o mês de Janeiro.

O Papa não é indiferente a estes assuntos. Pelo contrário. Em 2015, escreveu uma encíclica inteira sobre a protecção do planeta, abordando temas como o clima, a biodiversidade, a poluição, a energia ou os resíduos. “Existe um consenso científico muito consistente que indica que estamos perante um preocupante aquecimento do sistema climático”, escreveu. O clima “é um bem comum, de todos e para todos”.

No documento, intitulado Laudato Si, Francisco não faz qualquer elogio ao vegetarianismo. Assume, sim, que, para salvaguardar o planeta, a humanidade tem de mudar alguns hábitos de produção e de consumo. E faz uma chamada de atenção para o risco de extinção de algumas espécies, alegando que animais e vegetais não são apenas “recursos exploráveis”, têm também “um valor em si”.

A campanha Million Dollar Vegan desenvolve-se em 15 países e inclui informação em 17 línguas destinada a ajudar a fazer a transição de uma dieta omnívora para uma dieta vegan. E é apoiada por figuras internacionais, como Paul McCartney, Brigitte Bardot e Yann Arthus-Betrand, e nacionais, como Rita Blanco e Ana Galvão.

Por Ana Cristina Pereira 

Fonte: Público / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.